Para apoiar a filha, pai tatua sensor de glicose que ela precisa usar diariamente (CE)

Amor de pai aliado à inclusão! ❤️

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O empresário cearense Bruno Mota Fernandes, de Fortaleza, decidiu tatuar o sensor de glicose que a filha Maria Eduarda, 10 anos, usa todos os dias para ela não se sentir sozinha.

O aparelho é aplicado em no braço como parte do tratamento de diabetes.

Pai cearense tatua sensor de glicose que filha com diabetes precisa usar todos os dias
Foto: Arquivo pessoal

Maria foi surpreendida pelo pai com a homenagem no dia 30 de abril, mas só recentemente o vídeo da surpresa viralizou nas redes sociais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Algumas vezes ela se sentia excluída por usar aparelhos e por ser diabética. Tive a ideia de fazer a tatuagem para que ela se sentisse menos só e para ela sentir que eu estou apoiando ela em tudo”, afirmou o papai coruja.

Quem compartilhou a filmagem foi a dentista Paula Montenegro, mãe de Eduarda e esposa de Bruno, que postou o vídeo no Instagram.

“Perguntei por que ela usava o sensor, e ela respondeu que era para não se furar várias vezes ao dia. Logo em seguida, mostrei que estava com ela nessa caminhada. Ela não sabia que eu ia fazer [a tatuagem], foi uma surpresa. A primeira reação dela ao ver a tatuagem foi de emoção, os olhos encheram de lágrimas e ela me deu um abraço, sem acreditar”, lembrou Bruno.

Pai cearense tatua sensor de glicose que filha com diabetes precisa usar todos os dias
Bruno, a mulher Paula Montenegro e a filha do casal Maria Eduarda, que conta com o apoio dos pais no tratamento contra o diabetes. — Foto: Arquivo pessoal

Diabetes descoberta na infância

Aos 6 anos, Maria Eduarda foi diagnosticada com a diabetes mellitus tipo 1, que assim como o tipo 2, é caracterizada pelo excesso de glicose (açúcar) no sangue.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A doença desencadeia uma série de complicações no corpo e, por isso, precisa estar sempre controlada: daí a necessidade de verificar o nível de glicose a todo tempo.

Até alguns meses atrás, segundo o pai, a menina passava pelo método mais conhecido de controle, que é o “furinho no dedo” para expelir uma gota de sangue e colocada na fita de teste do aparelho de glicose.

Imagina: eles tinham que fazer isso 8 vezes ao dia. Rotina necessária, mas chata para qualquer um seguir, ainda mais uma criança!

No ano passado, Bruno e Paula optaram pela implantação do sensor de glicose subcutâneo, que permanece colado sobre a pele fazendo a medição, sem picadas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Compramos o sensor para dar esse conforto a ela, e também para nos ajudar a controlar melhor a glicose no sangue”, disse o pai.

Para manter o nível de açúcar baixo, Maria Eduarda segue uma dieta específica e balanceada, além de fazer a aplicação regular de insulina

Ainda que o objetivo seja sempre preservar a saúde da filha, Bruno e Paula tentam fazer isso da melhor forma possível, de modo que ela não deixe de aproveitar a infância.

“Quando ela sai da rotina de alimentação, como aniversários ou passeios, ela come o que quiser, tudo normal. Nosso cuidado, nesse momento, é calcular a média de carboidratos que ela come e aplicar a insulina equivalente”, explicou o pai.

Fonte: Pais & Filhos

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Razões para Acreditar no Amor #2: Nos conhecemos aos 15, tivemos uma filha aos 16, e este ano faremos 16 anos juntos: o amor...

Eu e meu marido nos conhecemos com 15 anos, 5 meses depois estávamos grávidos. No primeiro momento foi um choque para todos, principalmente para mim,...

“Pior mãe do mundo” joga fora sorvete dos três filhos na frente deles para ensiná-los a respeitar as pessoas

A escritora americana Primak Sullivan, mãe de três filhos, foi por um dia a “pior mãe do mundo”, com ela mesma diz num post...

A “saga” desse mineiro que insistiu em sorrir na sua carteira de motorista viraliza na web

O Lipe Borges passou por uma situação inusitada na hora de renovar a carteira de motorista, isso porque não queriam deixá-lo sorrir na foto de sua CNH.

O elefante mais solitário do mundo deixa o zoológico para finalmente ser livre

É sempre muito maravilhoso quando a gente vê que a relação da humanidade com a natureza só melhora a cada dia. Já contamos histórias...

Vaquinha para ajudar idoso que vive em situação precária bate meta em 40 minutos

Todo valor arrecadado vai para a reforma da casa do idoso que tomava banho gelado no tanque de casa.

Instagram

Para apoiar a filha, pai tatua sensor de glicose que ela precisa usar diariamente (CE) 2