Sem internet em casa, pai constrói barraca no meio da lavoura para filho estudar durante a pandemia

0
3022

Nada vai impedir o filho dos agricultores Odilésio e Dejanira Somavilla de estudar! Nem mesmo a falta de internet. Eles montaram uma sala de aula para Alan no meio de uma lavoura de soja, onde pega melhor o sinal de internet.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A barraquinha simples foi construída com galhos de árvores, pedaços de madeira e uma lona. A mesinha e a cadeira foram emprestadas pela escola de Alan, e uma colcha cobre o chão de terra.

Lançamos uma vaquinha na VOAA para a família que vive numa pequena casa de madeira, possa construir uma melhor e mais digna de se viver, principalmente, para que o Alan tenha um espaço legal de estudo. Clique aqui e contribua.

 

Ver essa foto no Instagram

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma publicação compartilhada por VOAA – a vaquinha do Razōes (@voaa_vaquinhadorazoes) em

Sem condições de comprar um notebook, família comprou um celular usado

Na ponta da mesa tem um suporte de madeira para apoiar o smartphone, que os pais de Alan compraram exclusivamente para ele estudar nesses tempos de aulas remotas. A família não tinha celular antes.

O aparelho é usado, já que um notebook é muito caro para a humilde família de Estrela Vermelha (ES).

Alan, que faz o 6º ano do ensino fundamental, baixa as atividades enviadas pelos professores através da plataforma Google Classroom.

menino estuda sala aula montada lavoura soja
Odilésio e Dejanira usaram a criatividade para Alan não perder as aulas. Foto: Giovana Dalcin/Arquivo Pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pais não tiveram acesso aos estudos. Com Alan, será diferente!

O trabalho na lavoura é duro, os pais de Alan querem que ele tenha um futuro diferente.

Na barraquinha, montada em julho, Alan não pega frio e nem chuva. Odilésio e Dejanira pensaram em cada detalhe para o filho não perder as aulas.

pais e filho ao lado sala aula montada lavoura soja
Pais agricultores querem um futuro diferente para o filho. Foto: Arquivo pessoal

Alan estuda em uma escola do distrito de Itaúba, distante da casa onde a família mora.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Menino sonha ser advogado

Alan contou que quer ser advogado e se diz muito orgulhoso dos pais que fazem de tudo pelos estudos dele.

De acordo com a diretora da EEEF Itaúba, Giovana Carvalho Dalcin, 46 anos, os problemas com a internet são recorrentes entre as turmas.

“Tem aluno que escala árvore, outro que sobe o morro, ou que pega wifi emprestado do vizinho. Na escola em si, pega, mas sai um pouco para o interior e já não tem”, disse.

Vaquinha será para a família construir uma casa para que Alan tenha onde estudar e viver melhor

Hoje, eles vivem numa casinha de madeira improvisada, com poucos recursos.

Com a vaquinha, eles pretendem construir um quarto de estudos completo para o filho sem que ele tenha que enfrentar o frio da barraquinha no meio da lavoura.

Sem internet em casa, pai constrói barraca no meio da lavoura para filho estudar durante a pandemia 1
Casa humilde de madeira onde Alan e os pais moram hoje. Foto: Arquivo pessoal

casa de madeira

Alan tem muito orgulho dos pais por terem feito a salinha. Seu sonho é ser advogado para dar uma vida melhor para Odilésio e Dejanira.

Vamos mudar o final dessa história? Clique aqui e contribua.

selo conteúdo original

 

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.