Sem internet em casa, pai constrói barraca no meio da lavoura para filho estudar durante a pandemia

Nada vai impedir o filho dos agricultores Odilésio e Dejanira Somavilla de estudar! Nem mesmo a falta de internet. Eles montaram uma sala de aula para Alan no meio de uma lavoura de soja, onde pega melhor o sinal de internet.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A barraquinha simples foi construída com galhos de árvores, pedaços de madeira e uma lona. A mesinha e a cadeira foram emprestadas pela escola de Alan, e uma colcha cobre o chão de terra.

Lançamos uma vaquinha na VOAA para a família que vive numa pequena casa de madeira, possa construir uma melhor e mais digna de se viver, principalmente, para que o Alan tenha um espaço legal de estudo. Clique aqui e contribua.

 

Ver essa foto no Instagram

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma publicação compartilhada por VOAA – a vaquinha do Razōes (@voaa_vaquinhadorazoes) em

Sem condições de comprar um notebook, família comprou um celular usado

Na ponta da mesa tem um suporte de madeira para apoiar o smartphone, que os pais de Alan compraram exclusivamente para ele estudar nesses tempos de aulas remotas. A família não tinha celular antes.

O aparelho é usado, já que um notebook é muito caro para a humilde família de Estrela Vermelha (ES).

Alan, que faz o 6º ano do ensino fundamental, baixa as atividades enviadas pelos professores através da plataforma Google Classroom.

menino estuda sala aula montada lavoura soja
Odilésio e Dejanira usaram a criatividade para Alan não perder as aulas. Foto: Giovana Dalcin/Arquivo Pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pais não tiveram acesso aos estudos. Com Alan, será diferente!

O trabalho na lavoura é duro, os pais de Alan querem que ele tenha um futuro diferente.

Na barraquinha, montada em julho, Alan não pega frio e nem chuva. Odilésio e Dejanira pensaram em cada detalhe para o filho não perder as aulas.

pais e filho ao lado sala aula montada lavoura soja
Pais agricultores querem um futuro diferente para o filho. Foto: Arquivo pessoal

Alan estuda em uma escola do distrito de Itaúba, distante da casa onde a família mora.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Menino sonha ser advogado

Alan contou que quer ser advogado e se diz muito orgulhoso dos pais que fazem de tudo pelos estudos dele.

De acordo com a diretora da EEEF Itaúba, Giovana Carvalho Dalcin, 46 anos, os problemas com a internet são recorrentes entre as turmas.

“Tem aluno que escala árvore, outro que sobe o morro, ou que pega wifi emprestado do vizinho. Na escola em si, pega, mas sai um pouco para o interior e já não tem”, disse.

Vaquinha será para a família construir uma casa para que Alan tenha onde estudar e viver melhor

Hoje, eles vivem numa casinha de madeira improvisada, com poucos recursos.

Com a vaquinha, eles pretendem construir um quarto de estudos completo para o filho sem que ele tenha que enfrentar o frio da barraquinha no meio da lavoura.

Casa humilde de madeira onde Alan e os pais moram hoje. Foto: Arquivo pessoal

casa de madeira

Alan tem muito orgulho dos pais por terem feito a salinha. Seu sonho é ser advogado para dar uma vida melhor para Odilésio e Dejanira.

Vamos mudar o final dessa história? Clique aqui e contribua.

selo conteúdo original

 

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,839,934SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Tinder de boletos: projeto incentiva pessoas a pagarem contas de consumo de quem não está conseguindo se sustentar

Um match desse é realmente muito legal pra quem ajuda e pra que é ajudado. Um projeto criado por um brasileiro da área de...

No litoral de SP, quem recolher lixo da praia ganha aula grátis de stand up paddle

Na cidade de Santos, no litoral sul de São Paulo, recolher lixo da praia não faz bem, apenas, para o meio ambiente. Mas também para o corpo....

Aposentado resgata gansa e a linda amizade entre os dois conquista a web (RS)

Não há regras quando o assunto é amizade entre humanos e animais. A relação que se cria com bichinhos é, muitas vezes, tão genuína,...

Redeterapia simula posição intrauterina e ajuda na recuperação de bebês prematuros

A redeterapia consegue deixar o bebê mais aconchegado, simulando a posição intrauterina. Além disso, como o tecido é mais macio, exerce menos pressão sobre a pele do bebê evitando lesões.

Projeto realiza casamento de mulher vítima de erro médico e com câncer raro em fase terminal

Rosália Macedo da Silva, de 37 anos, vai subir no altar com vestido de noiva e recepcionar os convidados com uma linda festa.

Instagram