Menino pede comida em carta para o Papai Noel e PMs atendem pedido

Um menino de 10 anos mandou uma carta para o Papai Noel pedindo roupa e comida.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Gabriel, que mora com a família em Peruíbe, no litoral paulista, escreveu a carta e entregou à mãe, que pediu a policiais militares em patrulhamento que a levassem até os Correios.

No entanto, sensibilizados após lerem a carta da criança, eles decidiram realizar os seus desejos. “Papai Noel, mande aqui para a minha casa uma cesta de alimentos”, pedia Gabriel.

Menino pede comida em carta para o Papai Noel e sensibiliza PMs de SP

A cartinha foi entregue na última quinta-feira (14). “A mãe do menino viu a viatura em patrulhamento e pediu ajuda”, conta o soldado Fabiano Santil, que estava fazendo o patrulhamento. “Pensamos até que era alguma ocorrência, mas ela pediu que a gente levasse uma carta a uma agência dos Correios na cidade.”

Leia tambémPapai Noel Negro tem recepção calorosa em shopping de Salvador: “Isso é importante”

Santil topou levar a carta até a agência, mas não sabia a quem ela estava sendo endereçada. “Ela não explicou muito, só pediu para levar. Quando olhei atrás, o remetente era o Papai Noel. Imediatamente, sabíamos que a carta iria para a campanha de Natal dos Correios.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Menino pede comida em carta para o Papai Noel e sensibiliza PMs de SP

A campanha recebe cartinhas de crianças de todo o país com pedidos de presentes de Natal para que sejam ‘adotadas’ por voluntários, que compram os presentes pedidos e realizam os desejos.

Ao ler a carta e notar o teor singelo dos pedidos, os PMs decidiram presentear o garoto. “[De início] Nós esperávamos ler a carta [e nos depararmos] com um pedido de brinquedo, algum jogo. [No entanto], quando abrimos, a carta pedia comida para a família passar o Natal e dois pares de chinelo, um para ele e outro para o irmão, que tem autismo”, conta.

Menino pede comida em carta para o Papai Noel e sensibiliza PMs de SP

‘Papai Noel’ atende aos pedidos

“Me deu um nó na garganta. Nós temos filhos, e é muito triste ver uma criança pedindo comida para a família”, disse o policial, emocionado.

No mesmo dia, os agentes compraram uma cesta básica e sapatos, além de doces para as crianças, que ficaram surpresas e muito felizes com o desejo realizado. “Dissemos aos meninos que o Papai Noel estava pelo Centro da cidade e que já tinha adiantado os presentes”, relata. “O Gabriel não esperava. Ficou muito feliz”, finalizou o policial.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: G1/Fotos: Divulgação/Polícia Militar

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

987,752FãsCurtir
1,764,126SeguidoresSeguir
8,645SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem cria escola de lona para alunos carentes em Tocantins e internautas criam vaquinha

Com alguns tecidos, plásticos e madeiras que encontra no lixão, jovem construiu a sua escolinha de reforço. Mas quando chove, ele perde tudo.

Pitbull resgatado de “rinha” não para de sorrir no novo lar

Publicamos no final do ano passado o resgate de 33 pitbulls de uma “rinha” em Itu (SP). O estado dos cães era muito triste. Hoje,...

Menino vende desenhos no portão de casa para ajudar a família e comprar telas

Kayque coloca seus desenhos à venda no portão de casa por R$1,50 para conseguir dinheiro para as telas e para ajudar a família.

Cadeirante que faz entregas em SP sonha ter cadeira motorizada e internautas criam vaquinha

Conheçam o Luciano Oliveira, 44 anos, cadeirante que ficou conhecido por trabalhar como entregador de comida por aplicativo.

Ortobom doa 500 colchões para vítimas de chuva em Raposos (MG)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte foi a mais afetada pelas fortes chuvas que caíram em Minas Gerais nas últimas semanas. Um exemplo é...

Instagram