Para promover a aprendizagem colaborativa, coletivo baiano lança rede social “Ubuntu”

Na língua Zulu, “Ubuntu” quer dizer “Eu sou porque nós mesmos”. A proposta da nova rede social lançada pelo coletivo baiano Desabafo Social (do qual já falamos aqui) é conectar pessoas, ocupar espaços e estabelecer uma rede de relacionamento focada nos direitos humanos, valorizando a participação social e política.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A rede social é completamente aberta a qualquer pessoa. A plataforma servirá para conectar pessoas com qualquer rede social visando à colaboração e multiplicação de ideias. Ela permite cocriações de conteúdos através da wiki, oferece uma biblioteca online a partir dos links úteis, divisão de tarefas e calendário.

Participe da Ubuntu e ajude a promover a aprendizagem colaborativa!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,824,688SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Pesquisador da USP desenvolve drone que ajuda a combater desmatamentos e queimadas

Um drone capaz de voar sozinho no meio de árvores e desviar de obstáculos tem DNA brasileiro! Pesando apenas 3 quilos e medindo 70 centímetros,...

Ladrão devolve carro e deixa bilhete se desculpando

Após ter o seu fusca furtado, um eletricista recebeu a notícia que tanto esperava: o carro havia sido localizado. O que ele certamente não...

Brasileiro cria filtro para bueiros de rua não entupirem

Um problema crônico das grandes cidades brasileiras atualmente é a má escoação de água da chuva para a rede de esgoto. A vazão da água...

Café londrino servirá almoço de natal gratuito para idosos que vivem sozinhos

Um Café de Londres vai fazer um almoço de natal gratuito para 30 idosos da vizinhança que não vivem mais com a família. O Haberdashery...

Menina de 10 anos cria sinal de banheiro para pessoas com deficiências “não visíveis”

A menina Graça Warnock, de 10 anos, moradora de Edimburgo, na Escócia, criou um sinal de banheiro para ajudar pessoas com deficiências “não visíveis”,...

Instagram