Paraense se declara para marido que a busca no trabalho de bicicleta e viraliza

Um desabafo da paraense Carla Rovene viralizou nas redes sociais neste último domingo (23). Numa publicação em seu perfil pessoal, ela fez uma declaração de amor para seu marido Alan Xavier, criticando o preconceito alheio que sofrem por se locomoverem de bicicleta e não terem carro ou moto.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No post, Carla aparece na garupa da bicicleta do marido, Alan, na tradicional avenida Almirante Barroso.

Após ser despejado, Welligton passou a dormir no carro com seus seis cães. Vamos conseguir um lar para eles? Faça sua doação!

“Me chamaram de otária por não ter casado com um homem rico, realmente ele não tem carro ou moto. Tivemos apenas condições de comprar uma bicicleta, eu trabalho até de madrugada no final tô morta de cansada, mas eu sei que lá fora tem alguém me esperando para me levar pra casa. Alguém que atravessa fronteiras de Ananindeua até no centro de Belém porque não tem condução pra mim poder voltar pra casa!”, escreveu na legenda da foto, onde aparece sorridente e orgulhosa por estar ao lado do marido.

Leia tambémUma história para inspirar as pessoas a declararem seu amor publicamente

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Carla complementa dizendo: “venho sim de bicicleta sem ter vergonha, e sim tenho orgulho de ter alguém que faz tudo por mim, alguém que se preocupa comigo. Obrigada por me fazer ser rica de tudo aquilo que o dinheiro não pode comprar”, finaliza o texto.

A exposição da realidade do casal paraense viralizou no Facebook, superando 38 mil reações, 11 mil compartilhamentos e 4 mil comentários até a tarde desta sexta-feira, 28.

Leia tambémServidora publica faz ‘declaração de amor’ em processo de prisão

Um internauta comentou: “Um tapa dado sem mão na cara das novinhas que vão bater foto na lancha dos velhos aposentados. Que mulher é essa. Que texto”. Outro comentou: “Muitas se metem com homem pelo dinheiro e são infelizes. O amor o dinheiro não compra, se sinta uma pessoa abençoada. Por meio de tantas mudanças no mundo, você é especial em ter um amor verdadeiro como antes se tinha.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Criança refugiada comove policiais ao pedir ajuda. “Tenho fome”. Mude o final dessa história!

“Mulher, que sortuda, e que homem sortudo também. Parabéns e que Deus abençoe essa união”, disse um terceiro internauta, entre outros milhares de comentários positivos.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Diário Online
Foto: Reprodução/Facebook

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Projeto da USP usa flores para ajudar na reabilitação de pacientes com transtornos mentais

Uma iniciativa da Universidade de São Paulo vem trazendo beleza e alegria para os pacientes do Instituto de Psiquiatria (IPq) do Hospital das Clínicas...

Catador que foi humilhado após criar banca de lanches recebe ajuda de pizzaiolo e reinaugura seu ponto no RJ

Era apenas mais um dia de trabalho debaixo de um sol escaldante para o catador de recicláveis Odorico Luiz Rocha, 23 anos, de Nova...

Idosa pede “GoGo Boys” de aniversário e anima colegas de asilo

As coisas ficaram quentes num asilo feminino quando as senhoras residentes do local contrataram GoGo Boys, para servir-lhes o jantar. O asilo localizado em Colchester,...

Projeto SO+MOS Música arrecada R$ 75 mil para Central Única das Favelas e Gerando Falcões

Com o intuito de levar entretenimento de qualidade para a casa de seus fãs, mais de 10 nomes da música brasileira se uniram para...

Nova coleção da Turma da Mônica aborda temas como ansiedade, luto, tristeza e medo

Com ilustrações de Maurício de Sousa, os personagens da Turma da Mônica devem provocar empatia e identificação da criança com conflitos apresentados.

Instagram

Paraense se declara para marido que a busca no trabalho de bicicleta e viraliza 1