A pedreira Renata enfrenta o preconceito e mostra que lugar de mulher é onde ela quiser!

Clique e ouça:

Conheçam a pedreira Renata Sampaio, 32 anos, de Campo Grande (RJ). Há seis anos esse mulherão pega pesado nas obras! Mesmo atuando tanto tempo na área, ainda sofre preconceitos por ser mulher, acreditam? Inclusive, muitos homens entram em contato com ela para fazer pedidos indecentes, desvalorizando mais ainda o seu trabalho!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas a Renata nos mostrou que é decidida e forte! Coloca eles em seus devidos lugares e prova que sabe trabalhar melhor que muito pedreiro por aí! A Lia já mostrou no Razões que faz e acontece num obra, relembre aqui.

Conversando com ela, descobrimos que a sua história é de superação e dificuldades. Por muitos anos a Renata foi usuária de drogas e encontrou na construção civil a alternativa para recomeçar.

“Há seis anos decidi mudar de vida e largar as drogas. Como sempre acompanhei o meu tio nas obras, pedi para ele uma chance, e então comecei como auxiliar de pedreiro com ele.”

Durante os trabalhos, ela perguntava tudo, queria aprender com os colegas das obras. “Eu gosto do que eu faço, claro que eu preferiria trabalhar em alguma empresa, com carteira assinada, mas com não tive oportunidade de concluir os estudos, fica mais difícil, então, fui para as obras”, relatou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

pedreira mostrar lugar mulher mulher onde ela quiser pedreira mostrar lugar mulher mulher onde ela quiser

Sororidade

Apesar das mensagens e propostas indecentes que recebe de milhares de homens, e do preconceito de algumas pessoas por ser mulher, ela tem recebido muito apoio das mulheres. “Me apoiam muito, dizem que são minhas fãs. Já sobre as mensagens dos homens, eu bloqueio na hora e deleto, eles acham que por eu estar precisando, eu vou aceitar essas propostas, mas não é assim”, desabafou.

pedreira mostrar lugar mulher mulher onde ela quiser pedreira mostrar lugar mulher mulher onde ela quiser

Desafios para construir a própria casa

Apesar dela trabalhar na área, ela não consegue terminar a própria casa. Com filhos e netos para sustentar, há sete anos ela tenta finalizar sua casa que nem banheiro tem. “Comprei um terreno com dinheiro da obra que eu trabalhei, tem uns quatro meses que vim morar na casa do jeito que ela está mesmo, inacabada, porque não tinha mais dinheiro pra pagar aluguel”, disse.

pedreira mostrar lugar mulher mulher onde ela quiser pedreira mostrar lugar mulher mulher onde ela quiser pedreira mostrar lugar mulher mulher onde ela quiser

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vaquinha da Renata na VOAA!

Pois bem, após a publicação no Razões, imediatamente milhares de internautas pediram uma vaquinha para ajudá-la. E claro, não resistimos ao pedido e lançamos a sua vaquinha na VOAA! Para contribuir, basta clicar aqui.

A Renata acompanhou toda a repercussão e ficou muito emocionada com o carinho das pessoas.

“Agradeço o carinho de cada um, isso tem me dado mais força para lutar pelas minhas coisas cada dia mais, porque tem dias bem difíceis, que eu não aguento de dor nas costas, mas a minha família depende de mim, eu não posso parar”, disse emocionada.

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) em

Vamos ajudar esse mulherão a construir a sua casa? Clique aqui e contribua com a vaquinha!

crédito das fotos: Renata Sampaio/Arquivo pessoal

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,078,852FãsCurtir
2,422,376SeguidoresSeguir
20,761SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Confeiteira é humilhada por cobrar taxa de entrega de R$2 e recebe apoio de internautas

A confeiteira Ângela Oliveira foi humilhada por uma cliente que se recusou a pagar a taxa de entrega do seu bolo de pote. Na troca...

Sogro anda de mãos dadas com genro para ajudá-lo a superar medo de sair na rua com o namorado

Fran guarda algumas memórias ruins de um passado recente, quando ele sofreu preconceito por ser homossexual. O jovem foi agredido fisicamente, além de ter passado...

Após humilhação, motoboy ganha mais de R$190 mil em vaquinha, moto nova e é contratado por agência de marketing

Em menos de 24 horas, batemos a meta da vaquinha na VOAA para ajudar o motoboy Matheus a dar a volta por cima, depois...

Vaquinha para motoboy humilhado bate mais de R$100 mil em menos de 24h

Todo mundo acordou ontem precisando engolir a seco a história do Matheus Pires, de Valinho (SP). Vivemos em um país onde ainda há muita indiferença...

Homem raspa cabelo da namorada com alopecia, depois o seu também e ela não aguenta a emoção

Quando a gente escuta que amar não tem limites, a gente fala de gestos como o de Damien! Ele namora Eva Barilaro e, recentemente, os...

Instagram

A pedreira Renata enfrenta o preconceito e mostra que lugar de mulher é onde ela quiser! 13