Com menos de 1% de chance, Pedro Pimenta sobreviveu à amputação das pernas e braços e é exemplo vivo de superação; assista

Já pensou em ouvir do seu médico que você tem menos de 1% de chance de sobreviver a uma cirurgia de alto risco? Pedro Pimenta, escritor, palestrante e empresário, ouviu. O preço da sobrevivência foi a amputação das pernas e braços. Mas limite é palavra desconhecida para Pedro: exemplo vivo de superação. E essa é a história que vamos te contar – para te inspirar!

Em 2009, Pedro descobriu que tinha contraído uma meningite bacteriana ao acordar de um coma de seis dias após passar mal. Depois de um mês internado, pegou uma infecção hospitalar e os médicos decidiram amputar suas pernas e braços. A adaptação a uma nova realidade exigiria doses extras de resiliência. Não foi fácil.

Pedro está concorrendo na categoria PCD, do Prêmio Razões Para Acreditar, premiação que destaca histórias de pessoas reais. Clique aqui e vote!

“Dava muito medo pensar que eu ia viver num mundo que não é feito pra quem não tem parte dos braços e das pernas. Foi um alívio eu ter a alta. Mas ao mesmo tempo deu uma insegurança muito grande. Porque no hospital a gente tinha um ambiente controlado e agora eu teria que enfrentar o mundo”, lembra Pedro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

pedro pimenta se olha em espelho na sua clínica para recuperação de amputados
Pedro Pimenta recebeu o Studio Pollen, produtora de audiovisual do Razões, na sua clínica, em São Paulo. Foto: @studio_pollen

Ao pesquisar como seria a sua vida dali pra frente, as respostas foram nada animadoras. Disseram coisas como, “se o Pedro der dez, vinte passos sem uma cadeira de rodas, já vai ser o recorde mundial”, e que ele precisaria ser acompanhado por um cuidador pelo resto dos seus dias. Porém, Pedro não abaixou a cabeça, pensou: “Dizem que eu vou conseguir dar dez, vinte passos. Por que eu não consigo dar cem, duzentos?'”.

Pedro está concorrendo na categoria PCD, do Prêmio Razões Para Acreditar, premiação que destaca histórias de pessoas reais. Clique aqui e vote!

Foi então que surgiu a oportunidade de fazer a sua reabilitação em uma clínica nos Estados Unidos, especializada nesse tipo de amputação. Quando chegou lá, Pedro encontrou veteranos de guerra que também tinham amputado ambas as pernas abaixo do joelho. Não seria qualquer recuperação, mas inspirada em treinamentos militares: dureza mesmo, tanto que um dos militares que Pedro conheceu desistiu. Pedro, ao contrário, se entregou por inteiro e o resultado? Voltou ao Brasil empurrando sua cadeira de rodas! 🌟

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

pedro pimenta sentado em escritório digitando em notebook com ajuda de próteses
“Vivo uma vida 100% independente através do uso de próteses”. Foto: @studio_pollen

De volta ao país, Pedro, que àquela altura estava trabalhando para a empresa responsável pela sua reabilitação, decidiu que seria muito mais útil se ficasse por aqui. Ficou e realizou o sonho de ter a própria clínica focada na recuperação de amputados, em São Paulo.

“Eu venho pro trabalho feliz da vida porque é como se eu visse o Razões todos os dias.”

Abaixo, confira a entrevista completa de Pedro para o Razões:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos de capa: Reprodução/Instagram @pedropimentalife

Com menos de 1% de chance, Pedro Pimenta sobreviveu à amputação das pernas e braços e é exemplo vivo de superação; assista 2

Modelo baiano que vendia salgadinhos para ajudar a mãe é o novo rosto da Hugo Boss

Relacionados

Paranaense cria poste que funciona com energia solar e leva iluminação de graça para sua comunidade

Energia 100% limpa, barata e gerada pelo Sol! O empreendedor e ambientalista Diego Saldanha criou um poste solar para iluminar a comunidade onde ele...

Esposa dança para alegrar dias de marido com demência e dar mais leveza a tratamento; assista

Em vídeos que fazem o maior sucesso na web, Sandra Nicastro tem ganhado o coração de muita gente com o amor dedicado ao marido,...

+ DO CANAL

Todo surdo é mudo? Alex aprendeu a falar usando a visão e hoje utiliza a internet para inspirar outras pessoas com deficiências

Alex Júnior foi diagnosticado com deficiência auditiva bilateral com 1 ano de vida. Ele é um surdo oralizado, aprendeu a falar e escrever utilizando...

[VÍDEO] Artesã transforma lixo em lindas obras de arte com consciência ambiental e afeto

A artesã gaúcha Mari Tavares enxerga arte onde a maioria das pessoas vê apenas resíduos. Transforma lixo em esculturas e máscaras, aumentando a consciência...

[VÍDEO] Gari cria primeira fábrica de vassouras ecológicas que usa energia limpa e sustentável (PB)

O gari Giorggio Abranches é um velho conhecido nosso. Mestre em transformar garrafas PET em vassouras e varais, volta e meia ele aparece por...

Esposa dança para alegrar dias de marido com demência e dar mais leveza a tratamento; assista

Em vídeos que fazem o maior sucesso na web, Sandra Nicastro tem ganhado o coração de muita gente com o amor dedicado ao marido,...

Paranaense cria poste que funciona com energia solar e leva iluminação de graça para sua comunidade

Energia 100% limpa, barata e gerada pelo Sol! O empreendedor e ambientalista Diego Saldanha criou um poste solar para iluminar a comunidade onde ele...

Instagram