Pernambucano de 17 anos desbanca milhares de candidatos e é aprovado em Harvard

João Victor Arruda é pernambucano e o único nordestino aprovado no ciclo de admissão mais concorrido em toda a história da Universidade de Harvard, nos EUA.  

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aos 17 anos, é um dos 3 brasileiros aprovados entre os mais de 10 mil candidatos inscritos de várias partes do mundo. Desse total, apenas 747 foram aprovados. 

Também foram aceitos um candidato de São Paulo e outro do Distrito Federal.

João, que mora em Recife, estudou no Colégio Militar em Camaragibe. Ele teve a oportunidade de visitar o campus da universidade em uma conferência em Boston, em 2020, numa missão do Exército Brasileiro. Foi então que surgiu o interesse em estudar na instituição de ensino mais importante do mundo. 

Para ser aprovado, passou pelo programa EducationUSA. Desde o início, seu objetivo era conseguir uma bolsa que cobrisse 100% dos estudos. O programa avalia a situação financeira dos candidatos e auxilia os mais pobres. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

João é o único nordestino aprovado no super concorrido exame de admissão da Universidade de Harvard. Foto: Arquivo pessoal

Surpreso com a aprovação

Demorou para cair a ficha. João admite que não esperava ser aprovado. Ao mesmo tempo, se sente feliz e realizado com o feito. É para estar feliz mesmo!

“Até hoje, não estou acreditando direito. Sempre foi um sonho estudar fora, sabe? Estou muito feliz e realizado. Quando vi a notícia no meu computador foi um sentimento surreal”, conta.

Ele esperava receber o resultado antes da prova do ENEM: caso não fosse aprovado, mudaria de planos e focaria mais no Exame Nacional do Ensino Médio.

Em Harvard, João irá cursar Government, o equivalente a Ciência Política aqui no Brasil. E para sua felicidade, conseguiu a bolsa de 100%.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Custos com deslocamento e uma ajuda financeira nos seus primeiros meses na Terra do Tio Sam serão bancados pelo EducationUSA. Depois, João pretende arrumar um emprego de meio período para ajudá-lo a terminar a graduação.

As aulas começam no próximo mês de setembro. Brilha, João!

Do Nordeste à Harvard, a distância é quase um pulo. Relembre a história de um jovem cearense que trabalhou por anos catando latinha e também aprovado em Harvard.

Fonte: EBC e UOL

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,645,514SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Manual dá dicas sobre a criação e o aproveitamento de hortas nas escolas

A pedido do Ministério da Saúde, pesquisadoras da Universidade de Brasília (UnB) elaboraram um manual que traz um passo a passo para o plantio...

Vida longa! Estudo com centenários descobre proteína que pode ser a chave da longevidade

Verdade seja dita: muita gente quer chegar aos 100 anos e comemorar um século de vida! E de acordo com cientistas da Universidade de...

Grupo de voluntário reconstrói casa de idosa derrubada por furacão em um dia

Taiwan é frequentemente atingida por furacões que causam estragos de magnitude assustadora. No início de julho, quando o tufão Nepartak cruzou a ilha, pelo...

Corrida de rua doará 2 fatias de pão a cada quilômetro percorrido

A Global Energy Race é uma iniciativa do Grupo Bimbo, dono de marcas como Pullman e Ana Maria.

Homem cria serviço que auxilia idosos a se locomoverem em Lajeado (RS)

O serviço ajuda idosos a se locomoverem, passearem, resolverem problemas, ou apenas receberem um pouco de atenção.

Instagram