Pesquisadora de Manaus desenvolve plástico biodegradável a partir do cará

Quem já comeu sabe o quanto o cará é saboroso. O tubérculo, que é bem parecido com o inhame, é rico em fibras e carboidratos. Mas não é só como refeição que o cará pode ser utilizado. Uma pesquisadora de Manaus (AM) descobriu uma nova e importante função para a raiz.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ana Cecília Nina Lobato criou um filme biodegradável a partir da fécula extraída do cará que pode substituir o plástico de embalagens. Ana faz doutorado em Agronomia Tropical na Universidade Federal do Amazonas. A pesquisa é desenvolvida em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas na Amazônia (Inpa).

A iniciativa sustentável faz um bem danado para o meio ambiente porque a degradação do filme é absolutamente mais rápida do que a do plástico convencional.

Além disso, o produto ajuda a poupar as vidas de animais que morrem ao comer sacolas de plástico. “Caso seja descartado de forma inadequada, os animais que por ventura se alimentarem dessas embalagens não vão sofrer engasgamento, o que ocorre com o plástico convencional, pois vai ser digerido no trato gastrointestinal”, disse Ana.

Para criar o filme, a pesquisadora extrai a fécula do cará e adiciona água e glicerol, para deixar o filme mais fino e transparente. O material ainda passa por um processo com calor, fermentação e pode receber outros ingredientes naturais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Plástico criado a partir do cará
Membrana plástica pode ficar mais rígida ou mais fina de acordo com o processamento. Foto: Arquivo pessoal

Outros materiais também são usados para fabricar filmes biodegradáveis como esse, a exemplo da mandioca e da casca da banana. “A vantagem é que agrega valor à cultura do cará e abre portas às outras culturas para a produção desse filme. São alternativas sustentáveis ao plástico tradicional, que utiliza derivados do petróleo”, disse.

Filme plástico criado a partir do cará é flexível
Filme plástico do cará consegue ficar completamente flexível. Foto: Arquivo pessoal

Outro benefício é que a embalagem feita do cará poderia mudar de cor quando o alimento embalado estivesse estragado. “Como o cará é rico em antocianina, estamos desenvolvendo com ele uma embalagem ativa capaz de indicar ao consumidor se o alimento embalado está apto ao consumo”, explicou a pesquisadora.

Leia também:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pesquisa mostra que fécula do cará também pode substituir o trigo

O interesse pelo cará começou há dez anos, quando Ana percebeu que os agricultores não estavam mais investindo na produção do cará e plantando apenas para consumo familiar.

Junto com outros pesquisadores, ela criou alternativas para incentivar a cultura. Uma delas é a produção da fécula do cará, que passou a ser utilizada na região para substituir o trigo em produtos de panificação.

Cará é utilizado para substituir o trigo
Cará roxo é bastante utilizado na gastronomia amazonense e ganhou essa nova função de substituir o trigo. Foto: Alamy

Boa, Ana! Que ideia do cará… 🤣👏🏽👏🏽👏🏽

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Compartilhe o post com seus amigos!
  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fotos de capa: 1 – Alamy; 2 – Arquivo pessoal

selo conteúdo original

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM










Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,913,523SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Bitucas de cigarro viram adubo que ajuda a grama a crescer mais rápido

Com uma estimativa de 766.571 toneladas de bitucas de cigarro descartadas que entram no meio ambiente todos os anos, várias instituições tem tentado encontrar...

Paciente terminal está curado do câncer graças a método 100% brasileiro

O mineiro Vamberto, 63 anos, vai ter alta após ser submetido a uma terapia genética realizada pela primeira vez na América Latina. Ele tinha...

Escritora lança livro educativo para crianças contra abuso sexual na infância

Crianças que sofrem abuso sexual na infância, na maioria das vezes, não sabem que estão sendo violentadas ora por desconhecerem o seu corpo ora...

Junto com o neto, idosa de 77 anos lança marca de tênis feitos à base de cannabis

A dona Maria Otília tem 77 anos e por mais de meio século trabalhou na indústria têxtil, tendo adquirido um conhecimento sem igual na...

Esposa faz post no LinkedIn para homenagear marido falecido: ‘Profissional admirável, e um pai melhor ainda’

No dia 13 de março de 2022, o supervisor de manutenção mecânica Jailson Silva, de Joinville (SC), faleceu após quase 5 meses batalhando contra...

Instagram

Pesquisadora de Manaus desenvolve plástico biodegradável a partir do cará 2