Pesquisador desenvolve alimentos ricos em proteínas com penas de frango

0
1230

A ideia pode causar certa estranheza, mas resolve dois problemas de uma só vez: o desperdício de toneladas de penas de frango descartadas pela indústria e a escassez de alimentos em alguns países.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sorawut Kittibanthorn é um pesquisador tailandês e fazia seu mestrado em Londres quando notou que poderia reaproveitar este resíduo para desenvolver alimentos ricos em proteínasMatéria-prima é o que não falta: só na Europa, todos os anos, são descartadas 2,3 milhões de toneladas de penas de frango.

Após concluir o mestrado em MA Material Futures, Kittibanthorn busca financiamento para desenvolver o projeto, que ainda precisa de algumas melhorias. Contudo, o pesquisador já tem sua versão de nuggets de frango e um substituto para o bife – ambos receberam críticas positivas. 

Foto com frangos para ilustrar matéria sobre um pesquisador que desenvolve alimentos ricos em proteínas com penas de frango
Foto: Pixabay

‘Bomba’ de queratina

As penas de frango são ricas em queratina, que possui até oito tipos de aminoácidos essenciais para uma dieta saudável. Já foi provado que a proteína da queratina das penas é segura para o consumo humano.  

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O professor de ciências alimentares da Kasetsart University (KU), na Tailândia, Hathairat Rimkeeree, experimentou o prato criado por Kittibanthorn e resumiu a relevância do projeto em sua avaliação. “Eu acredito que o prato tem potencial para se tornar uma fonte alternativa de alimento no futuro”, disse.

Os alimentos produzidos à base de penas de frango não podem ser classificados como veganos ou vegetarianos, mas Kittibanthorn acredita que podem ser considerados ‘alimentos éticos’ por reaproveitarem tudo o que vem do animal: as penas, inclusive. 

E aí, o que achou da ideia?

Fonte: Pensamento Verde

Pesquisadores da USP descobrem proteínas no sangue que podem ajudar no tratamento da Covid-19. Leia aqui a matéria completa!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.