Pesquisadores do Paraná criam membrana capaz de desenvolver pele e ossos

O futuro da medicina está cada vez mais próximo do presente. No Paraná, pesquisadores da Universidade Estadual de Londrina criaram uma membrana que é capaz de desenvolver tecidos de pele, ossos e cartilagem.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os pesquisadores criaram uma estrutura em plástico biodegradável na qual as células animais se desenvolvem e reproduzem no formato da estrutura biológica desejada.

Ou seja, eles formataram uma membrana que pode ser desenhada em qualquer formato na qual as células vivem e se reproduzem. Essa membrana é formada a partir de celulose, portanto, de matéria natural, e utiliza pouco processamento químico para que o impacto ambiental e biológico seja o menor possível.

Membrana desenvolvida por pesquisadores que desenvolve pele e ossos
A membrana criada pelos pesquisadores é capaz de desenvolver tecidos de pele, ossos e cartilagem. Foto: Agência UEL

Como teste, os desenvolvedores do projeto fizeram uma orelha em impressora 3D e aplicaram as células, que formaram uma orelha animal. Os estudos estão sendo realizados provisoriamente com células de ratos e os resultados foram positivos.

Em breve, os estudiosos acreditam que será possível utilizar as células dos pacientes humanos para recuperar partes de seu corpo, como pele, ossos e cartilagem.

Leita também:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O trabalho é desenvolvido por professores e estudantes do Departamento de Bioquímica e Biotecnologia do Centro de Ciências Exatas da UEL e coordenado pelo professor Cesar Tischer.

Pesquisadores em laboratório que criaram membrana capaz de desenvolver pele e ossos
Foto: Agência UEL

A ideia é que futuramente essa mesma tecnologia seja utilizada para desenvolver órgãos como fígado, pâncreas e coração.

Os resultados projetados são muito positivos. Temos muito a oferecer com esses estudos, principalmente no quesito transplante porque diminui o risco de rejeição do paciente, uma vez que o órgão seria criado a partir das células do próprio paciente”, disse Cesar.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

conteúdo original

 

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

985,321FãsCurtir
1,734,683SeguidoresSeguir
8,550SeguidoresSeguir
11,100InscritosInscrever

+ Lidas

Bióloga que salvou Arara Azul da extinção vira personagem da Turma da Mônica

Na última terça-feira (11), foi celebrado o Dia Internacional das Meninas e Mulheres na Ciência. Para comemorar a data, a Mauricio de Sousa Produções...

Juiz vai até a casa de idosa para lhe conceder aposentadoria

Um  caso incomum aconteceu há alguns meses, onde um juiz foi até a casa de uma senhora de 100 anos para conceder aposentadoria a ela. O...

Ortobom doa 500 colchões para vítimas de chuva em Raposos (MG)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte foi a mais afetada pelas fortes chuvas que caíram em Minas Gerais nas últimas semanas. Um exemplo é...

USP retira coágulo de artéria no cérebro e devolve movimentos a vítimas de AVC

Cientistas adjuntos da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto desenvolveram uma técnica eficaz na redução de quase a totalidade...

Neto faz “antes e depois” e homenageia avó em seu aniversário de 99 anos

A homenagem de um neto para sua avó no dia do seu aniversário de 99 anos comoveu as redes sociais nesta quinta-feira (13). Iury Neto,...

Instagram