Pesquisadores do Paraná criam membrana capaz de desenvolver pele e ossos

O futuro da medicina está cada vez mais próximo do presente. No Paraná, pesquisadores da Universidade Estadual de Londrina criaram uma membrana que é capaz de desenvolver tecidos de pele, ossos e cartilagem.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os pesquisadores criaram uma estrutura em plástico biodegradável na qual as células animais se desenvolvem e reproduzem no formato da estrutura biológica desejada.

Flavinho é uma criança de 8 anos que enfrenta câncer raro e precisa de ajuda para custear seu tratamento. Faça sua doação!

Ou seja, eles formataram uma membrana que pode ser desenhada em qualquer formato na qual as células vivem e se reproduzem. Essa membrana é formada a partir de celulose, portanto, de matéria natural, e utiliza pouco processamento químico para que o impacto ambiental e biológico seja o menor possível.

Membrana desenvolvida por pesquisadores que desenvolve pele e ossos
A membrana criada pelos pesquisadores é capaz de desenvolver tecidos de pele, ossos e cartilagem. Foto: Agência UEL

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Como teste, os desenvolvedores do projeto fizeram uma orelha em impressora 3D e aplicaram as células, que formaram uma orelha animal. Os estudos estão sendo realizados provisoriamente com células de ratos e os resultados foram positivos.

Em breve, os estudiosos acreditam que será possível utilizar as células dos pacientes humanos para recuperar partes de seu corpo, como pele, ossos e cartilagem.

Vaquinha para Nilson comprar próteses e realizar sonho de carregar seu filho nos braços. Faça sua doação!

O trabalho é desenvolvido por professores e estudantes do Departamento de Bioquímica e Biotecnologia do Centro de Ciências Exatas da UEL e coordenado pelo professor Cesar Tischer.

Pesquisadores em laboratório que criaram membrana capaz de desenvolver pele e ossos
Foto: Agência UEL

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A ideia é que futuramente essa mesma tecnologia seja utilizada para desenvolver órgãos como fígado, pâncreas e coração.

Os resultados projetados são muito positivos. Temos muito a oferecer com esses estudos, principalmente no quesito transplante porque diminui o risco de rejeição do paciente, uma vez que o órgão seria criado a partir das células do próprio paciente”, disse Cesar.

Leita também:

Compartilhe o post com seus amigos!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

conteúdo original

 

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,833,091SeguidoresSeguir
24,677SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ao invés de multar jovem com veículo irregular, policial o leva até entrevista de emprego

Ao invés de multar um jovem que dirigia um veículo em estado irregular - e que estava o usando para chegar até uma entrevista...

Professora se emociona com surpresa feita por alunos durante aula online e vídeo viraliza: ‘Chorei muito’

O simples ato de ligar a câmera durante uma videochamada, nunca emocionou tantas pessoas como nesse final de semana. Os alunos do primeiro ano do...

Noiva convida idoso que recebeu o coração do pai em transplante para levá-la até o altar

A norte-americana Jeni Stepien emocionou parentes e amigos quando entrou na igreja acompanhada pelo idoso que recebeu o coração do pai dela em um...

Mulher espalha cartazes por toda a cidade até encontrar um doador de rim para o marido

Karen decidiu que não ia esperar um doador de rim para Tom Buelow, seu marido. E ela levou essa missão muito a sério. Eles são...

Cozinha do bem ajuda em doações para instituições beneficentes

As pessoas são melhores do que imaginam. Fazemos diariamente pequenas ações que tem grande significado. Quer ver: Quem nunca cedeu seu assento para um idoso?...

Instagram

Pesquisadores do Paraná criam membrana capaz de desenvolver pele e ossos 3