Pinguim retorna todo ano para visitar homem que o salvou no Rio

O apego de um animal (não apenas doméstico) ao ser humano pode ser surpreendente. O pinguim Dimdim, por exemplo, preferiu viver sob o forte calor do Rio de Janeiro com o pedreiro João Pereira de Souza a ter que voltar para a Patagônia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em 2011, João encontrou o seu amiguinho numa praia perto da sua casa coberto de óleo. Ele levou o pássaro para casa, onde o limpou e alimentou a ave com sardinhas.

Mas, quando chegou a hora dele partir (o pedreiro acompanhou Dimdim até a praia para que ele seguisse o seu destino), o pinguim resolveu ficar. Na segunda tentativa, após tentar soltá-lo em alto mar, na volta para casa, adivinha quem estava esperando pelo João: o pinguim Dimdim.

Os dois passam cerca oito meses por ano juntos. Dimdim continua indo para o mar, onde passa dias ou mesmo meses, mas sempre volta para a companhia do pedreiro João.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

pinguim pinguim2 pinguim3

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,491,052SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Conheça a história de Davih, um pequeno guerreiro salvo pelo marca-passo

Hoje vamos te contar a história de Davih Lomar, um garoto de apenas 2 anos que tem algo que boa parte das outras crianças...

Após 41 anos de formação, Crea-MS será presidido por uma mulher pela 1ª vez

E as mulheres estão conquistando, cada vez mais, posições sociais importantes. Dessa vez foi a Vânia Mello, que assumirá a presidência do Crea-MS (Conselho Regional...

Ele é o primeiro tetraplégico do Brasil que voltará a andar após tratamento inovador

O engenheiro Bruno Medeiros, de 32 anos, passou oito anos em uma cadeira de rodas. O mineiro de Santa Rita do Sapucaí ficou tetraplégico...

Desempregada, mulher improvisa lojinha simples dentro de casa apenas com doações e comove internautas

Paula improvisou em casa uma pequena lojinha de doces. Simples, mas com muito amor.

Menina trans manda recado contra o preconceito: “Eu não sou doente e você não pode me mudar”

Muitas crianças não se sentem confortáveis com o gênero que nasceram, e a maioria delas tem dificuldades para processar esse desconforto, já que a...

Instagram