Pinguins resgatados são devolvidos ao mar no Paraná após tratamento; assista

Clique e ouça:

O Laboratório de Ecologia e Conservação da Universidade Federal do Paraná (UFPR) soltou oito pinguins de volta ao mar que haviam sido resgatados e que estavam sob tratamento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As aves se despediram na última segunda-feira (16) em clima de festa em Pontal do Paraná (PR), com direito a uma emocionada plateia.

Segundo a UFPR, a temporada de 2019 – maio a outubro – recebeu 14 pinguins que precisavam de tratamento. Infelizmente, deste total, seis morreram devido a doenças e baixa imunidade. Os oito sobreviventes foram cuidados e alimentados pela equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação até ‘receberem alta’.

Pinguins-de-Magalhães

Os oito pinguins pertencem à espécie pinguim-de-Magalhães, também conhecidos como naufragados e patos-marinhos, que migram da Patagônia e Ilhas Malvinas até o litoral brasileiro em busca de alimento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A migração é bastante dura e cansativa, afinal, eles percorrem milhares e milhares de quilômetros até a terra firme mais próxima. As ações e atividades humanas crescentes contribuem diretamente para o aumento da debilitação e mortalidade desses animais.

Leia também:

Através do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), a equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação da UFPR atende e reabilita aves, mamíferos e tartarugas marinhas.

Ao resgatar pinguins-de-Magalhães debilitados, a ação realiza o tratamento necessário, exames laboratoriais, fisioterapia, além de cuidarem de fatores como enriquecimento ambiental e prevenção de possíveis patologias desenvolvidas em cativeiro, sempre visando a melhor e mais rápida recuperação dos animais.

Quanto mais rápida a recuperação dos animais, menor o estresse e mais rápido será a reintegração no ambiente natural.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

 

Ver essa foto no Instagram

 

O vídeo mais fofo que você verá hoje ❤ Pinguins resgatados e tratados pelo Laboratório de Ecologia e Conservação da UFPR, @lecufpr, sendo devolvidos para o mar 🐧🐧🐧🐧🐧

Uma publicação compartilhada por Universidade Federal do Paraná (@ufpr_oficial) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: Bem Paraná/Fotos: Reprodução/UFPR

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,026,486FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
11,972SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira voluntária da 2ª Guerra Mundial é hoje voluntária na luta contra o Coronavírus

A dona Blandina era adolescente quando confeccionou luvas para os soldados brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que lutaram na 2ª Guerra Mundial. Lá se...

Jovens antecipam casamento após saber que um deles tem apenas 5 meses de vida

Se você, assim como eu, se acabou de chorar vendo "Um amor para recordar" lá em 2002, se prepare: essa história é real, e...

Policiais unem-se a manifestantes em ato contra racismo e violência, nos EUA

É preciso tomar muito cuidado com generalizações, afinal, a profissão e a raça de uma pessoa não podem a definir. E para provar isso, diversos...

Engenheiro cria próteses gratuitas para pessoas carentes em impressora 3D

Aos 24 anos, o engenheiro industrial Guillermo Martinez decidiu usar todo seu conhecimento e criatividade em prol das pessoas carentes. Depois de comprar uma...

Pela primeira vez o Solstício de verão de Stonehenge será transmitido online

Pela primeira vez na história poderemos acompanhar o solstício de verão de Stonehenge online, o evento marca o dia mais longo do ano e...

Instagram