Pinguins resgatados são devolvidos ao mar no Paraná após tratamento; assista

O Laboratório de Ecologia e Conservação da Universidade Federal do Paraná (UFPR) soltou oito pinguins de volta ao mar que haviam sido resgatados e que estavam sob tratamento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As aves se despediram na última segunda-feira (16) em clima de festa em Pontal do Paraná (PR), com direito a uma emocionada plateia.

Segundo a UFPR, a temporada de 2019 – maio a outubro – recebeu 14 pinguins que precisavam de tratamento. Infelizmente, deste total, seis morreram devido a doenças e baixa imunidade. Os oito sobreviventes foram cuidados e alimentados pela equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação até ‘receberem alta’.

Pinguins-de-Magalhães

Os oito pinguins pertencem à espécie pinguim-de-Magalhães, também conhecidos como naufragados e patos-marinhos, que migram da Patagônia e Ilhas Malvinas até o litoral brasileiro em busca de alimento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A migração é bastante dura e cansativa, afinal, eles percorrem milhares e milhares de quilômetros até a terra firme mais próxima. As ações e atividades humanas crescentes contribuem diretamente para o aumento da debilitação e mortalidade desses animais.

Leia também:

Através do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), a equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação da UFPR atende e reabilita aves, mamíferos e tartarugas marinhas.

Ao resgatar pinguins-de-Magalhães debilitados, a ação realiza o tratamento necessário, exames laboratoriais, fisioterapia, além de cuidarem de fatores como enriquecimento ambiental e prevenção de possíveis patologias desenvolvidas em cativeiro, sempre visando a melhor e mais rápida recuperação dos animais.

Quanto mais rápida a recuperação dos animais, menor o estresse e mais rápido será a reintegração no ambiente natural.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

 

Ver essa foto no Instagram

 

O vídeo mais fofo que você verá hoje ❤ Pinguins resgatados e tratados pelo Laboratório de Ecologia e Conservação da UFPR, @lecufpr, sendo devolvidos para o mar 🐧🐧🐧🐧🐧

Uma publicação compartilhada por Universidade Federal do Paraná (@ufpr_oficial) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: Bem Paraná/Fotos: Reprodução/UFPR

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,850,818SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Cão do Corpo de Bombeiros ajudará na recuperação de pacientes de hospital em Santa Catarina

Os pacientes do Hospital Marieta, em Itajaí, Santa Catarina, ganharam nesta segunda-feira (10) a companhia do cão da raça labrador Ice. Esse super-herói do...

Manual dá dicas sobre a criação e o aproveitamento de hortas nas escolas

A pedido do Ministério da Saúde, pesquisadoras da Universidade de Brasília (UnB) elaboraram um manual que traz um passo a passo para o plantio...

Vendedor de picolé ganha frango de policial após ser flagrado trabalhando na chuva e se emociona

O flagrante de um vendedor de picolé trabalhando durante um temporal, em Rio Branco (AC), emocionou toda a internet. Seu Sebastião, 55 anos, empurrava...

Mulher salva homem com falência nos rins após ver pedido online

Jessica Morris salvou a vida de David Nichere após ver um pedido online do rapaz.

Cientistas descobrem células que causam leucemia e possibilitam tratar a doença antes que se manifeste

Mais um avanço surpreendente da ciência: um estudo do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), em Portugal, identificou células que estão na origem do desenvolvimento...

Instagram