Pizzaria social que emprega ex-presidiários que já cumpriram pena é inaugurada em SP

Foram anos de preparações e ajustes burocráticos até a Pizzaria Social Opportunitá abrir as portas nesta segunda-feira (25). Ao todo, 12 funcionários foram contratados – dos quais 6 são ex-detentos que já cumpriram pena no sistema prisional.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fruto de um antigo sonho de dois empreendedores sociais, a pizzaria foi inaugurada em Poá, na Região Metropolitana de São Paulo e Alto Tietê. A ideia é ajudar a reinserir pessoas condenadas na Justiça no passado de volta ao mercado de trabalho.

Para isso, Leonardo Precioso criou o Instituto Recomeçar, entidade que em parceria com a rede de franquias Pizza Prime e a ONG Gerando Falcões, está gerindo o novo empreendimento.

Projeto de ressocialização

Amigo e sócio de negócios de Leonardo, Gabriel Concon fundou a Pizza Prime e diz que o ramo mudou completamente a vida dele.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ao receber o convite de parceria, Gabriel conta que logo aceitou a proposta por acreditar que era capaz de ajudar muitas outras pessoas. Ao portal PEGN, ele disse que não queria apenas fazer doações para projetos sociais, mas atuar diretamente na transformação de pessoas.

“São valores que eu trouxe para a Pizza Prime e nos quais eu acredito. Eu queria usar o nosso negócio para transformar vidas”, disse o empresário.

Leonardo Precioso, do Instituto Recomeçar, será o gestor da Opportunitá Pizzaria Social (Foto: Divulgação)

Gabriel Concon, sócio-diretor da Pizza Prime (Foto: Divulgação)

Novos rumos

A Pizzaria Opportunitá começou suas atividades com 12 funcionários – metade deles são ex-detentos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O processo seletivo para contratação foi como qualquer outro: levou-se em conta a experiência no ramo da pizzaria, atendimento e serviço ao cliente.

O local mal abriu, mas Leonardo e Gabriel já pensam em expandir o negócio após o primeiro ano de funcionamento.

Futuramente, após capacitar os egressos do sistema prisional, a ideia é que os ex-detentos contratados consigam cartas de recomendação e novas oportunidades profissionais em outros estabelecimentos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Queremos valorizar a mão de obra do egresso do sistema carcerário e mostrar para as empresas como fazer isso na prática”, explicou Leonardo.

Junto à Stone, viajamos o Brasil para mostrar negócios que muita gente acha que não daria certo na nossa terrinha – e dão! Veja o 7º EP da websérie E se fosse no Brasil?

Fonte: Revista PEGN
Fotos: Divulgação

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM







Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,956,757SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Modelo abandona carreira promissora para resgatar e cuidar de cães abandonados

O ex-modelo turco Gökçer Korkmaz se tornou um ávido defensor e ativista pelos direitos dos animais, largando sua promissora carreira nas passarelas para se...

Menina adotiva que nasceu sem as mãos ganha prêmio de melhor caligrafia

Annie Clark tem 7 anos, nasceu sem as mãos, mas isso não a impediu de conquistar um prêmio louvável: o de melhor caligrafia, oferecido...

Campanha convida mulheres a cortar cabelos por uma boa causa

Já pensou que você pode ajudar a transformar a vida (e a autoestima) de outras mulheres por meio do seu cabelo?! Este é o convite...

Cissa Guimarães faz linda homenagem ao filho Rafael que completaria 25 anos

É impossível mensurar a dor da perda de um filho, das pessoas que já passaram por isso, não conseguem descrever tamanha dor e vazio...

Instagram