Plataforma viabiliza assessoria jurídica gratuita a pessoas LGBTQIA+

No espírito de não soltar a mão de ninguém e proteger os amigos (e desconhecidos), a plataforma Aliança Plural viabiliza o diálogo entre pessoas LGBTQIA+ que precisam de apoio jurídico e/ou psicológico e profissionais voluntários.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A missão do grupo é realizar o contato entre quem precisa de ajuda e aqueles que querem ajudar gratuitamente. Por isso, foi criada uma plataforma para conectar voluntários e acolhidos.

Como funciona?

Todo voluntário cadastrado passa por uma verificação de registro junto à OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e CRP (Conselho Regional de Psicologia). Então, é analisada tanto a atuação profissional quanto o histórico pessoal de cada a um a fim de verificar se possui o perfil e o comprometimento necessários ao projeto.

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Visualizar esta foto no Instagram.

 

#Repost @queerfeed • • • • • Você conhece a @aliancaplural? É um projeto lindo que oferece apoio jurídico e psicológico gratuitos a pessoas LGBTQ!🧡 Para saber tudo do projeto, tem um link super especial na bio! . #queer #eusouqueer #queerfeed

Uma publicação compartilhada por Aliança Plural (@aliancaplural) em

Para manter a segurança de todas as partes, os dados inseridos na plataforma não ficam permanentemente registrados: são deletados após as devidas conferências. Os voluntários não recebem os nomes reais dos acolhidos, caso estes optem pelo anonimato com o uso de um apelido.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

O direito à vida é uma garantia constitucional! A Aliança PLURAL é uma rede de apoio voluntária, sem fins lucrativos, a favor dos Direitos Humanos e não vinculada a partidos políticos. Conheça e compartilhe: https://aliancaplural.wordpress.com/ #nenhumdireitoamenos #comunidadelgbtqia #direitoshumanos #diversidade #lgbt #gay #gayboys #gaygirls #lesbian #lésbica #bi #biboys #bigirls #transboy #transgirl

Uma publicação compartilhada por Aliança Plural (@aliancaplural) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: Casal de catadores ganha casamento na Parada de Franco da Rocha (SP)

O site

O site (https://aliancaplural.wordpress.com) conta com um espaço para o registro de pedidos de ajudar e para o cadastro de voluntários. Nas suas redes sociais, A Aliança Plural também oferece conteúdos de interesse da comunidade LGBTQIA+: Facebook, Instagram e Twitter.

Leia também: Jovem gay rejeitado pelos pais arrecada 50 mil dólares para entrar na universidade

Clique aqui e conheça mais sobre a iniciativa na entrevista da idealizadora Sheila Moraes para o programa Conexão, do Canal Futura.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

crédito da foto de capa: Reprodução/Facebook Aliança Plural

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,763,858SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Mães criam cartões hilários para falar verdades sobre a materidade

As mães Esti Zilber e Becky Feiner de Sydney, ambas da Austrália e com dois filhos cada, criaram a coleção de cartões “Mum's Milestones...

Após casamento, casal LGBT deixa as ruas e ganha casa própria

Jaqueline, uma mulher trans, e Vitor são ex-moradores de rua.

Refugiada nadou três horas para salvar a vida de 18 pessoas um ano antes da Olimpíada

A nadadora síria Yusra Mardini não conseguiu se classificar para a semifinal dos 100m borboleta na Olimpíada Rio 2016. O tempo de 1:09.21 só...

Vitória da conservação: Panda selvagem deixa de ser considerado espécie em extinção na China

Na última quarta-feira (7), o governo da China anunciou que o número de pandas selvagens chegou a 1.800 no país asiático. Assim, pela primeira vez em...

Irmãos cadeirantes que se separaram em fuga da Síria se encontram 6 anos depois

O sonho de Alan Mohammad, de 31 anos, torna-se realidade: ele finalmente reencontra sua família que havia sido separada pelo conflito na Síria.

Instagram