Poeta cearense vendedor de picolé de 73 anos realiza sonho de publicar livro: ‘Me sinto abençoado’

No meu dicionário, não tem palavras que justifiquem a alegria, a minha emoção”. Essa foi a reação do poeta cearense e vendedor de picolé Erivaldo Alencar, 73 anos, ao realizar o antigo sonho de publicar um livro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Alguns dias atrás, um caminhão vindo de Fortaleza estacionou em frente à sua casa, em Acopiara, no interior do Ceará, para entregar 500 exemplares da obra “Coquetel de Poesia”, de autoria do idoso.

Para Erivaldo, a sensação de ser reconhecido como um verdadeiro poeta é extraordinária. Em entrevista ao portal “Verdes Mares”, ele disse que deu vontade de correr e gritar para o mundo de tanta felicidade! ❤️

Poeta cearense vendedor de picolé de 73 anos realiza sonho de publicar livro: 'Me sinto abençoado'

Com a renda da venda de picolés, o poeta custeia a impressão dos seus textos, que são escritos e publicados há décadas, como uma paixão que sempre se renova.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para realizar o sonho de lançar “Coquetel de Poesia” e seus 90 poemas, Erivaldo contou com o incentivo da Prefeitura de Acopiara, por meio de uma campanha de valorização dos talentos do município.

Com o intermédio do advogado Raul Ribeiro, a obra foi editada e impressa pela editora Tecnograf, que deve lançá-la ainda em dezembro.

“Todo artista tem o desejo de ser reconhecido, ele quer a garantia de dizer que é escritor, por exemplo. E não apenas provar com a letra, mas com documentos que justifiquem isso. Com o meu livro tendo código de barras e um registro mundial (ISBN, sigla em inglês para Padrão Internacional de Numeração de Livro), qualquer pessoa poderá ler a minha obra. Isso me emociona muito”, disse o poeta à Verdes Mares.

Poeta cearense vendedor de picolé de 73 anos realiza sonho de publicar livro: 'Me sinto abençoado'

Caminho rumo à publicação

Para Raul, o maior obstáculo para o lançamento de qualquer livro é angariar recursos de produção e revisão da obra. Daí a necessidade de fazer parcerias que se preocupam – apreciam, – a cultura e a arte.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Realizar o sonho do seu Erivaldo foi importante porque ele é uma pessoa inspiradora, que sempre esteve presente no cotidiano de Acopiara. Seu exemplo de persistência precisa ser valorizado. Além de elevá-lo como artista, queremos lembrá-lo de seu valor como homem simples, batalhador e de coração gigante, que sempre acolheu a todos. Isso não tem preço”, afirmou o advogado.

E, convenhamos: dar visibilidade a um artista popular talentoso é gratificante, especialmente em uma comunidade que luta para manter viva suas tradições.

“No livro, seu Erivaldo traz histórias em versos da rotina do seu lugar, de suas vivências, as dificuldades, entre outros aspectos. Todos nós que nos unimos em prol da publicação dessa obra sentimos imenso orgulho em poder descortinar essa janela e trazer à cena um artista com muito conteúdo, que precisa e merece ser visto por um maior número de pessoas”, disse Raul.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Um verdadeiro tesouro literário

Com o apoio da editora, Seu Erivaldo visa distribuir sua obra por todo o Ceará. Nas próximas semanas, ele vai selecionar algumas bibliotecas do estado e enviará um exemplar para cada uma delas.

O livro “Coquetel de Poesia” é um verdadeiro tesouro construído com muito trabalho e esmero. Cada poema foi escrito enquanto o idoso circulava por Acopiara vendendo picolés, sempre com um caderninho a tiracolo.

Até aqui, ele escreveu incríveis 2826 poemas e 17 livros, além de 75 cordéis publicados. Parar de produzir não passa pela cabeça dele.

“Um sonho que venho lutando faz tempo é que seja criada a Academia Acopiarense de Letras. A ideia é que, no ano que vem, a gente consiga instalar. Está havendo uma certa dificuldade, mas pode ser que esses eventos sensibilizem nossas autoridades para que possamos criar, definitivamente, essa agremiação, a entidade literária máxima do município de Acopiara”, disse.

“Isso não é apenas para que eu possa dizer ‘eu sou acadêmico’, mas que venha a reunir um grupo de pessoas e trabalhar – uma vez que a função das Academias de Letras é pesquisar. E eu quero conhecer melhor a história de Acopiara, do meu povo. Para isso, é preciso nos unirmos a partir desse ponto de vista, para que a academia seja criada por meio de projetos de lei”, concluiu o poeta.

Com tamanho vigor e amor pela poesia, não temos dúvida que seu sonho, Erivaldo, irá se realizar! 🤗

Fonte: Diário do Nordeste / Verdes Mares
Fotos: Wandemberg Belém & Claudiana Pinho

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,253,471SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Gari tem moto roubada logo após sair de hospital, faz apelo comovente pedindo ajuda e ganha R$ 22 mil em doações!

O Flávio passou maior perrengue lá em Belo Horizonte (MG), gente. Ele é gari e precisou de atendimento médico depois de um acidente durante...

O melhor pai do mundo: colocou o filho dentro de Dragon Ball como presente de aniversário

Daqueles vídeos épicos, feitos com muito amor, carinho, paciência e dedicação que só um pai poderia ter. O nome desse pai é Robson Menezes, ele fez...

Associação leva 50 mil crianças pobres para praia nas férias

A Secours Populaire (‘Socorro Popular’) diz que as férias não deveriam ser um luxo, mas antes de tudo um direito.

Filme mostra que somos todos buscadores incansáveis da felicidade. Somos iguais.

A premissa de que as diversidades nos fazem iguais nunca fez tanto sentido. Enquanto o mundo entra em guerras por poder alegando supremacias inventadas,...

Cachorro foge de casa para encontrar amigos em spa canino

Incrível como existem notícias que tornam nosso dia mais leve! Essa é uma delas! Um golden retriever, que vive no estado da Carolina do Norte...

Instagram