Policiais militares resgatam e acolhem cachorro que era vítima de maus-tratos em Crato (CE)

Já faz quase um mês que o cãozinho Baruk foi adotado por um quartel da Polícia Militar do Ceará (CE).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na época, ele vivia em situação de maus-tratos, onde era negligenciado pelos antigos tutores com frequência. Quando a Associação Defensora dos Animais Carentes (Adac) o resgatou, ele pesava cerca de 10 kg, estava bastante desnutrido e com anemia profunda.

Com o devido acompanhamento dos cuidadores do abrigo, Baruk ganhou peso, se recuperou da anemia e foi acolhido pelo quartel dez semanas após o resgate.

De acordo com os policiais militares da 3ª Companhia do 2º Batalhão da PMCE, em Crato (CE), o nome do pit bull tem origem hebraica e remete às qualidades de ‘bem-aventurado’ e ‘feliz’ – características natas do novo mascote da corporação!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os PM’s contam que o tratamento para salvar a vida do cachorro foi como uma maratona. Ao tomarem conhecimento da história de Baruk, eles se dispuseram para ajudá-lo com insumos e também para adotá-lo quando recebesse alta.

Agora que é residente do quartel, o pit bull recebe muito amor e carinho todos os dias, além de um fardamento exclusivo para auxiliar nos trabalhos policiais de Crato e da região do Cariri, servindo a população cearense.

Para Genaíza Alencar, cabo da Polícia Militar, o processo de adoção do cachorro foi natural. “Nos apaixonamos por ele assim que soubemos da sua história. Hoje, ele ainda está no período de adaptação, mas é super dócil e se dá bem com todos”, contou.

Já Mariângela Bandeira, fundadora e voluntária da ONG, ressaltou a importância de priorizar a adoção dos animais. “O resgate do Baruk serve como exemplo de que é possível ter uma nova vida, com novas pessoas. Seguimos fazendo esse tipo de trabalho para que as pessoas que maltratam animais sejam punidas e, para incentivarmos também, a adoção dos animais”, concluiu.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Junto à Stone, viajamos o Brasil para mostrar negócios que muita gente acha que não daria certo na nossa terrinha – e dão! Veja o 1º EP da websérie E se fosse no Brasil?

 

View this post on Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar)

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: O Otimista
Fotos: Divulgação / SSPDS

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,847,081SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

“Chef dos Pobres”: vovô de 90 anos cozinha todos os dias para pessoas em situação de rua, em Roma

Há 15 anos, Dino Impagliazzo foi parado por uma pessoa em situação de rua, que lhe pediu um café. Ele tentou levar o homem...

Estudo canadense revela que árvores conseguem se comunicar

Um grupo de pesquisadores da área de ecologia da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, revelou que as árvores conseguem se comunicar, assim como...

Desempregado, pai de 3 filhos abraça oportunidade e supera a depressão

Uma mensagem inesperada recebida pela gerente de contas Gabriela Souza comoveu os funcionários de uma empresa paulista nesta quarta-feira (27/03). Veja: Com 37 anos, Carlos...

[VÍDEO] Bebê gêmea protege irmã que chora ao ver novo visual do pai

"Quem é você, moço estranho e sem barba?! O que você fez com nosso pai? E por que está esticando os braços para minha...

Brasileiro conhece a Tailândia a partir da indicação de lugares pela população local

Que tal conhecer um país sem guias turísticos ou pacotes de viagem? Foi isso que o Linus Oura fez quando viajou para a Tailândia: "Levei...

Instagram