Policiais arriscam carreira para salvar família em carro capotado

Dois policiais militares salvaram uma família que sofreu um grave acidente de carro, entre Santa Rita do Pardo e Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, a caminho de um concurso cuja concorrência era de 67 candidatos por vaga, no domingo (2).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Bruno Roberto e Mak Oliveira estavam em um Celta quando passaram pelo local do acidente. Policiais militares de Nova Porto 15, distrito de Bataguassu, eles saíram do município pela manhã para fazer as provas de oficial do Corpo de Bombeiros, em Campo Grande, na parte da tarde. As informações são do Campo Grande News.

Leia também: Bombeiros colocam gramado no jardim de homem que teve ataque cardíaco

Os dois PMs viram um grupo de pessoas pedindo ajuda na beira da MS-040. O dever de proteger as pessoas falou mais alto do que o medo de perder a hora de uma prova bastante concorrida, apesar de Bruno e Mak estarem no seu dia de folga. Os dois policiais disseram que sempre tiveram o sonho de ser bombeiros.

policiais arriscam carreira salvar família carro capotado
Bruno quase perdereu o concurso para salvar a família

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu passei devagar, vi o carro capotado e fiquei pensando naquele momento se daria tempo de chegar ao concurso. Olhei para o Mak e disse que a gente poderia perder a prova, mas precisava ajudar”, conta Bruno. O colega aceitou ajudar na hora e eles voltaram ao local do acidente.

Três pessoas estavam envolvidas no acidente: um homem, de 35 anos, uma mulher, de 28, e uma menina, de 1 ano e sete meses. A família viajava de Campo Grande para Ourinhos, no interior de São Paulo. A mãe da criança acabou morrendo na tragédia.

Bruno e Mak não conseguiram entrar em contato com o serviço de emergência e decidiram prestar socorro até Campo Grande. Sem perder tempo, eles colocaram as vítimas e as malas no Celta e seguiram viagem. “O celular não funciona na estrada, do começo até o final da MS-040 não conseguimos sinal.”

No caminho, os PMs tentaram conversar com o pai, identificado como Marcelo, mas ele estava muito nervoso e não soube explicar a causa do acidente. “Segundo ele, a última lembrança é quando a esposa tirou o cinto para tentar arrumar a cadeirinha da filha. Com o acidente ela foi jogada para fora do carro.”

A criança foi levada no colo, passou mal no caminho e Mak tentou acalmá-la. Os policiais pararam em um posto da CCR MS Via, concessionária da BR-163, em busca de ajuda. Esperaram a ajuda chegar e seguiram viagem até Campo Grande após as vítimas terem sido socorridas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

policiais arriscam carreira salvar família carro capotado
A criança foi levada no colo, passou mal no caminho e Mak tentou acalmá-la

Ainda impactados pela tragédia, Bruno e Mak chegaram a tempo para as provas do concurso do Corpo de Bombeiros. “Mas fiz a prova atordoado, não conseguia parar de pensar naquele acidente, naquelas pessoas. É um sentimento de tristeza por uma morte, mas também de recompensa por conseguir ajudar ao próximo.

Depois que terminaram as provas, os policiais foram visitar o homem e a criança, na Santa Casa, para devolver as malas da família e saber se as vítimas estavam bem. “Isso nunca tinha acontecido comigo, é uma experiência que jamais vou esquecer”, finaliza Bruno.

crédito das fotos: Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,505,556SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Garoto que sofreu bullying no 1º dia de aula é acolhido por veteranos

Cale Wrenn, 14 anos, sofreu bullying no seu primeiro dia de aula na nova escola. Mas logo ele foi acolhido pelos veteranos do ensino médio: "Foi muito bom saber que existem pessoas que se importam".

Pedreiro que perdeu perna em acidente sonha ter sua prótese e internautas criam vaquinha

O pedreiro Diovane Sampaio, 23 anos, perdeu sua perna direita em um grave acidente de carro. Precisando sustentar a casa onde vive com a esposa...

Garoto de 7 anos leva irmão menor à escola para não faltar na aula

Em uma pequena aldeia nas Filipinas, um garoto chamado Justin, de apenas 7 anos, levou seu irmão mais novo para estudar com ele, porque...

[VÍDEO] Jovem faz homenagem para avó com música do cantor Daniel e emociona a web

"Olha se a senhora conhece essa música. Que a senhora sempre pedia pra eu cantar pra senhora". E a Amanda Gomes, que é uma cantora...

Estudantes do Pará desenvolvem barco movido a energia solar para ribeirinhos

A ideia é simplesmente fantástica e deve ajudar bastante as comunidades ribeirinhas. Para se deslocar nas cidades do estado do Pará, grande parte da...

Instagram