Policiais que ajudaram homem preso elogiam cuidado dele com o filho

Um dia depois de agentes e delegados fazerem uma vaquinha para ajudar um homem preso por furtar um pedaço de carne, o clima era de comoção e de dever cumprido na unidade policial. Os investigadores faziam questão de falar que Mário Ferreira Lima cometeu um crime na tarde desta quarta-feira (13/5), mas também relataram a emoção ao verem que o homem, desempregado e pai de um jovem de 12 anos, agiu para não ver o filho passar fome. Mário não tem mulher, emprego nem condições de comprar comida. Ele sustenta o menino com o benefício do Bolsa Família, mas o dinheiro não foi depositado este mês.  

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Veja também: Policiais se comovem com homem que tentou furtar comida, pagam fiança e fazem compras para ele

O agente Ricardo Machado de Almeida, 35 anos, trabalha em uma das seções da 20ª DP. A ocorrência de furto, corriqueira em todas as unidades policiais do DF, chamou a atenção depois que ele ouviu que os colegas chamariam o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para socorrer o desempregado, que passava muito mal. Ao sair da sala, Ricardo se deparou com Mário pedindo para não ficar preso, pois o filho só tinha ele.

A história comoveu Ricardo, que deu R$ 30 para o homem pagar pela carne. O policial voltou para a sala e contou a história aos colegas. Em uma vaquinha, conseguiram mais R$ 80 para ajudá-lo. Apesar de se emocionarem com a história, os policiais tinham ciência de que Mário havia cometido um crime. Assim, com vontade de ajudar, os agentes decidiram ir até a casa do homem, no Jardim Ingá, bairro de Luziânia (GO), no Entorno do DF. 

“Nos colocamos no lugar dele”

O agente Ricardo conta que, ao chegarem no imóvel, se depararam com o filho do preso. E menino estava bem cuidado, alimentado e bem-vestido, diferentemente do pai, um homem magro, com aparência de sofrimento e sem conseguir emprego. “Não podemos deixar de falar do crime. A polícia agiu como deveria agir. Mas todos temos filhos, família. Nos colocamos no lugar dele. Poderia ser com um filho nosso”, ressalta Ricardo. Depois de visitarem a casa de Mário, os agentes da 20ª DP descobriram que a situação era ainda pior. Não havia gás, comida ou qualquer mantimento para os dois na residência.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia a matéria completa no site Correio Braziliense

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,505,556SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Comentário em tom de brincadeira acaba em casamento entre mineira e gaúcho

Era pra ser só uma brincadeira, mas virou casamento.

Adolescente leva irmã com doença terminal para o baile de formatura para realizar um de seus últimos desejos

Aos seis anos, a pequena norte-americana Rebekah Spader foi diagnosticada com Síndrome Mielodisplásica, um câncer de medula óssea. Ela lutou durante os quatro anos...

Paraisópolis ganha horta comunitária com capacitação para mulheres vítimas de violência doméstica

O Dia Mundial da Alimentação terá um sabor bem especial para os moradores de Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo. É que o Instituto...

Esse já é o melhor comercial sobre o Dia da Mulher deste ano

As campanhas do Dia da Mulher quase sempre são relacionadas aos estereótipos que tanto temos batalhado para não existirem mais. A questão é que o...

Artista faz retrato com 2 milhões de pontos em nanquim para ajudar homem com amnésia

O retrato feito pelo artista é de um homem que, em 2004, foi encontrado num restaurante de Fast Food na Georgia. Ele não tinha...

Instagram