Policial que amamentou bebê é promovida a sargento

Uma das poucas certezas que temos na vida é a de que o universo recompensa quem faz o bem. Mais uma prova disso é que a policial argentina que amamentou um bebê separado da mãe por ordem judicial foi promovida.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Contamos a história da policial Celeste Ayala há alguns dias. A foto dela amamentando a criança enquanto fazia horas extras como segurança de um hospital viralizou nas redes sociais e acabou com o estoque de lencinhos dos internautas.

Como recompensa pelo seu ato de amor, Ayala foi promovida de oficial para segundo sargento, informa o Sunnyskyz. O ministro da segurança de Buenos Aires, Cristian Ritondo, anunciou a promoção no Twitter.

“Queríamos agradecê-la pessoalmente por esse gesto de amor espontâneo que conseguiu acalmar o choro do bebê. Esse é o tipo de polícia da qual nos orgulhamos, a polícia que queremos”, escreveu Ritondo na sua conta pessoal da rede social.

A policial do Comando de Patrulhas de Berisso, que foi mãe recentemente, pediu permissão para os médicos do Hospital Infantil Sor Maria Ludovica de La Plata para amamentar o bebê que estava com fome e chorava muito, depois de ter sido separado da mãe por uma ordem judicial.

O colega de Ayala, Marcos Heredia, tirou uma foto do momento e postou no Facebook.

“Eu quero publicar este grande gesto de amor que você teve hoje (terça-feira, dia 14) com aquele bebezinho, que sem conhecê-lo, não hesitou por um momento e realizou o ato como se você fosse sua mãe… Coisas assim não são vistas todos os dias”, diz a publicação.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A policial contou que não pensou duas vezes em ajudar o bebê: “Percebi que ele estava com fome, enquanto colocava a mão na boca dele, então pedi para abraçá-lo e amamentá-lo”.

“Foi um momento triste, despedaçou minha alma vê-lo assim. A sociedade deve ser sensível às questões que afetam as crianças. Isso não pode continuar acontecendo”, lembra.

O corpo de bombeiros local, onde Ayala é voluntária em seu tempo livre, também prestou homenagem a ela no Facebook.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Queremos parabenizar a cadete voluntária de combate a incêndios Celeste Ayala, que ontem em seu trabalho como policial, enquanto ela estava de guarda no hospital, amamentou uma criança que chegou chorando”, escreveu a brigada.

“Ações como essas nos enchem de orgulho e nos obrigam a redobrar o esforço, o trabalho e a solidariedade com a nossa comunidade.”

crédito da foto: Reprodução/Twitter @cristianritondo

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,560,438SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

O chileno que se veste de Batman para distribuir comida aos necessitados

Passamos a vida ouvindo aventuras de super heróis, tanto no cinema quanto na literatura, mas são histórias como esta que nos mostram que eles...

Cientista desvenda as emoções por trás de cada tipo de lágrima

Você já se perguntou se as lágrimas de dor são diferentes das lágrimas de alegria? Rose-Lynn Fischer sim. Foi essa pergunta que a fez analisar as estruturas das lágrimas usando poderosos microscópios.

Filhotes de humanos

Encontrei essas imagens num board do Pinterest, e adorei! O título já diz muito sobre o estilo das imagens:

Técnica de enfermagem adota idosa com câncer abandonada no hospital pela filha

Abandonada pela filha em hospital de Carangola, interior de Minas Gerais, Maria Martins Ferreira, 58 anos, conhecida como dona Maria, há seis meses foi...

Gatinho paraplégico dá um show de superação e sua história vira fotolivro

Essa história esbanja vontade e alegria de viver, apesar de seu triste começo. Há cinco anos, quando tinha apenas dois meses de idade, o...

Instagram