Policial demitida por chefe homofóbico vence eleições contra ele com 70% dos votos

No início deste ano, a policial Charmaine McGuffey decidiu processar o xerife do condado de Hamilton, Jim Neil, acusando-o de misoginia e homofobia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“O atual xerife e eu entramos em um desacordo bastante sério sobre a prática de ele não responsabilizar os policiais pelo uso da força e do assédio a mulheres policiais e detentas”, disse Charmaine ao site LGBTQ Nation.

“Então ele me demitiu. Então, depois de mais ou menos um ano de reflexão, decidi que posso fazer um trabalho melhor do que ele”.

policial demitida chefe homofóbico vence eleições
A policial Charmaine McGuffey. Foto: Reprodução / Pink News

Amor em Forma de Alimento: ajude as famílias carentes da Paraíba clicando aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Meses depois, a policial se candidatou ao cargo de xerife e obteve uma vitória esmagadora nas primárias do seu partido (Democrata), vencendo Jim Neil com cerca de 70% dos votos.

“Fiquei um pouco surpresa. Eu sabia que venceríamos por uma certa margem. Mas eu não sabia que seria tão grande”, disse McGuffey ao portal Local12.

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

A política demasiadamente conservadora e pouco sensível de Neil frustrou seu eleitorado, motivando a vitória acachapante de Charmaine nas primárias.

Agora, a policial deve enfrentar o republicano Bruce Hoffbauer, um tenente da polícia de Cincinnati, nas eleições de novembro nos EUA. Se ela o vencer, se tornará a primeira xerife LGBT+ em seu estado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Charmaine já fez história ao se tornar a primeira mulher lésbica indicada direta ou indiretamente ao cargo de xerife em Hamilton County em 201 anos.

“Eu fui lésbica a vida toda”, ela conta, “e o que aprendi aos 11 anos foi o seguinte: se você não enfrentar agressores, eles matam e fazem com que você falhe. Muitas coisas negativas acontecem com você”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Precisamos enfrentá-los, mas quando você os defende, há consequências. Não é fácil, por isso é o que fiz durante toda a minha vida e tenho pessoas tremendamente ótimas ao meu redor que me ajudaram nesses tempos difíceis”, afirma.

O Razões tem seu próprio podcast para espalhar boas notícias, ouça os episódios na sua plataforma favorita clicando aqui.

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: Põe na Roda

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,638,607SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Serei-se! Jovem mostra que sereia pode ser negra e até careca

Ellen Faria nunca se sentiu representada em filmes infantis quando criança. Ela está feliz porque a nova geração poderá assistir, em breve, a uma Ariel negra nos cinemas.

Isso é o que acontece quando você leva quatro idosos em um grande festival de música

Bonnaroo é um dos maiores festivais de música em Manchester, Tennesse, atraindo multidões com pessoas de todos os tipos. O site Funny or Die resolveu levar...

Artistas transformam hospital infantil em um lugar mais aconchegante com explosão de cores e desenhos

Se ninguém contar, o mais desavisado diria que estas paredes, repletas de cor, animais e formas geométricas, são de alguma escola primária ou até...

Autista que foi contratado pelo Starbucks faz sucesso dançando enquanto trabalha

A defensora da consciência do autismo Carly Fleischmann postou um vídeo desejando de aniversário que ele bombasse na internet. E seu pedido deu certo e foi assim que...

‘Curativos de afeto’: Após cirurgias, instrumentadora cria ataduras fofas para bebês em hospital de GO

Ao final de toda cirurgia, a instrumentadora cirúrgica de neurocirurgia pediátrica do Hospital da Criança de Goiânia (GO), Ana Carla de Paiva Borges, 32...

Instagram