Professor japonês desenvolve estudo para polinizar plantas com bolhas de sabão e drone

O uso excessivo de agrotóxicos vem comprometendo a vida de abelhas no mundo inteiro. Consequentemente a polinização de plantas sofre com isso. Só que um professor japonês pode ter achado um paliativo que vai ajudar a conter o problema. Dá uma olhada que ideia interessante ele teve!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Eijiro Miyako é professor associado do Instituto Avançado de Ciência e Tecnologia do Japão e testou a sua ideia em um pequeno pomar de peras, entregando pequenas bolhas de são para as flores utilizando apenas um drone.

Parece fantasia, mas a bolha de sabão funcional permite uma polinização eficaz e garante que a qualidade das frutas seja a mesma da polinização convencional das mãos“, escreveu Miyako.

A ideia de Miyako está sendo avaliada pelo instituto que ele faz parte e, se for comprovada a eficiência do projeto, a ideia será espalhada por plantações do mundo inteiro.

drone-abelha fazendo polinização
O drone pode ajudar a polinizar as plantas na ausência de abelhas. | Foto: reprodução Google.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vantagens da polinização por bolhas de sabão

A ideia de Miyako ganhou visibilidade por duas grandes vantagens: simplicidade e custo.

Além disso, ela é bem mais eficaz do que outras que já foram apresentadas como paliativo para o problema de polinização atual. Todo o estudo do professor foi publicado na Revista iScience e aponta toda a simplicidade tecnológica para implantação da polinização robótica.

Miyako informa que precisará apenas de um micro drone, controlado por GPS, para todo o processo ser um sucesso. Ele garante que a dimensão e altura necessária para o lançamento do drone não compromete a estrutura das plantas.

Bolha de sabão em uma flor
As bolhas de sabão são eficientes na polinização. | Foto: reprodução Good News Network

Os grãos de pólen em bolhas de sabão são levados sobre uma altura de dois metros e lançados na planta. A taxa de sucesso é de 90%. Os 10%, segundo Miyako se referem ao clima e vento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De acordo com o professor, lugares com ventos mais fortes podem desviar as bolhas de sabão. Já o clima, quando chuvoso, pode derretê-las, comprometendo a entrega do pólen.

Agora é só torcer para a tecnologia de Miyako traga solução para o problema da polinização!

Veja também:

Internautas se solidarizam e vaquinha para vendedor de salgados humilhados bate R$ 75 mil:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

FONTE: Good News Network

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,845,820SeguidoresSeguir
24,900SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Asse os próprios pratos (também os coma literalmente!) e nunca mais lave louça

É a parte da noite todos odeiam, enfrentar a montanha de lavar que acumulou ao longo do dia. Mas parece que os dias de limpeza...

Padre comemora aniversário com moradores de rua em Floripa

O padre Vilson Groh comemorou aniversário de 63 neste dia 24/04, e ele passou esta data especial com dezenas de moradores em situação de rua no...

Água sólida pode ser a salvação da falta d’água em plantações

Enquanto a ONU afirma que a maior parte da água usada no planeta vai para a irrigação, pesquisadores estão desenvolvendo um elemento capaz de...

Homem quebra chão da casa para salvar gatinha presa durante chuva

O rapaz pegou um martelo e bateu fortemente no chão perto do local de onde a gata não parava de miar pedindo socorro.

App mapeia colaborativamente árvores nativas da Mata Atlântica em SP

O Viva Floresta desenvolveu um aplicativo de celular incrível de cadastro colaborativo de árvores nativas da Mata Atlântica na Grande São Paulo, disponível para...

Instagram

Professor japonês desenvolve estudo para polinizar plantas com bolhas de sabão e drone 2