Polvos feitos de crochê tranquilizam bebês prematuros no Paraná

Uma ideia simples está ajudando bebês prematuros a ficarem mais calmos na maternidade: polvos de crochê.

Ao abraçar o polvo, feito de crochê, os bebês prematuros do Hospital de Ponta Grossa, no Paraná, se sentem mais protegido porque os tentáculos lembram o cordão umbilical e dão a sensação de segurança que ele tinha no útero da mãe.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Projeto Octo começou na Dinamarca, em 2013, quando um grupo de voluntários passou a costurar polvos de crochê para doar para bebês prematuros em unidades de tratamento intensivos neonatais. Atualmente, o projeto faz doações para 16 hospitais em toda a Dinamarca e já tem pedidos para iniciar o projeto em 15 países pelo mundo.

“Ajudamos os voluntários a realizar o projeto na Suécia, Noruega, Islândia, Ilhas Faroé, Alemanha, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, França, Itália, Turquia, Croácia, Israel, nos territórios palestinos e na Califórnia e Florida nos Estados Unidos”, diz o site do projeto.

Polvos feitos de crochê tranquilizam bebês prematuros

O primeiro hospital a testar a ideia foi o Hospital Universitário Aarhus. A equipe médica comprovou uma melhora nos sistemas respiratório e cardíaco dos bebês, além de um aumento dos níveis de oxigênio no sangue. Para que o brinquedo seja seguro para o recém-nascido, ele precisa ser 100% de algodão, pois assim pode ser lavado à máquina de lavar, e os tentáculos não podem ter mais do que 22 centímetros.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Polvos feitos de crochê tranquilizam bebês prematuros

Polvos feitos de crochê tranquilizam bebês prematuros

Polvos feitos de crochê tranquilizam bebês prematuros
The Octo Project

Polvos feitos de crochê tranquilizam bebês prematuros
mynomadhome.

Polvos feitos de crochê tranquilizam bebês prematuros
Facebook / The Danish Octo Project

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Polvos feitos de crochê tranquilizam bebês prematuros
The Octo Project.

Que tal aprender a tricotar? Iremos fazer um curso para papais e futuros papais aprenderem. Clique na imagem para se inscrever:

crochê

Com informações da Revista Crescer

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,845,820SeguidoresSeguir
24,881SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Empresa em Lisboa chama idosas acima de 65 anos para produzir objetos de design

Há quem associe a terceira idade à monotonia, mas felizmente, muitas pessoas vêm tentando mudar este cenário. Uma vida mais ativa é uma vida...

Mesmo podendo, Silvio Santos prefere não passar na frente da fila na hora de votar

Que o Silvio Santos é gente boa, gente como a gente todo mundo já sabe. Sempre vimos publicações (muitas delas engraçadas e algumas bizarras) do...

Ela é a primeira professora com Síndrome de Down da Faixa de Gaza

Hiba Al Sharfa é a primeira professora com Síndrome de Down a dar aulas para crianças portadoras da síndrome na Faixa de Gaza. Uma conquista importante, que merece ser celebrada, pois agora as crianças se sentem representadas na sala de aula.

Surfistas vão todos os dias à praia para salvar vidas e recebem gratidão de banhistas

Só quem já passou pelo susto de perder o controle ao nadar em um mar ou uma piscina sabe o tamanho do alívio quando...

Adolescente campeã de motocross paga escola para 45 crianças carentes

"A caridade começa em casa", defende Tanyaradzwa “Tanya” Muzinda, 14 anos, sensação do motocross no Zimbábue, nação do sul da África, não só pelo...

Instagram

Polvos feitos de crochê tranquilizam bebês prematuros no Paraná 3