Por que as notícias do bem não aparecem nas grandes mídias

0
1502

Por que as boas notícias não aparecem nas grandes mídias? Logo elas, que têm um alcance gigantesco, que poderia ser usado para mostrar às pessoas o melhor lado do ser humano.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

brasil-contra-a-violência-na-mídia

Todos os dias, vemos pessoas fazendo coisas incríveis, no Brasil e em outras partes do mundo, que devem ser divulgadas para “não perdermos a fé na humanidade”. As mídias que se alimentam da tragédia humana fecham os olhos para tudo isso em troca de audiência e dinheiro.

midia_capa

As grandes corporações midiáticas descobriram que o cérebro humano é programado para ficar mais atento a coisas que nos colocam em perigo do que as que nos fazem felizes: o nome disso é Complexo Reptiliano. Se você estiver observando uma flor no campo e aparecer uma cobra, a tendência é que você preste mais atenção na cobra para sobreviver a um possível ataque.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

complexo_repitiliano

Mas, “o mundo é bão Sebastião”! Estamos melhor do que imaginamos. As taxas de pobreza, analfabetismo e de doenças globais caíram sistematicamente nos últimos anos. O problema é que poucas pessoas sabem disso.

Nos Estados Unidos, por exemplo, quando é perguntado a alguém qual a porcentagem da população do mundo que vive na pobreza extrema e como esse número tinha mudado nos últimos 20 anos, 66% pensam que o percentual dobrou, enquanto 29% acham que tinha permanecido mais ou menos o mesmo.

Contudo, como declarou o Banco Mundial, o número foi reduzido pela metade. Você deve se perguntar: como 95% da população pôde estar equivocada? A resposta está na forma como as questões são abordadas pela mídia tradicional.

Não seja prisioneiro ou prisioneira dessa narrativa do medo, que não oferece soluções para os nossos problemas e só aumenta a descrença no ser humano.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

via [yogui.co]

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.