Porque essa campanha de banco não pode passar despercebida

2015 foi um ano interessante para a publicidade brasileira, mesmo não tendo grandes campanhas criativas, pudemos ver alguns vídeos que quebraram algumas barreiras até então intocadas na publicidade tupiniquim.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma das mais notórias foi sem dúvida a d’O Boticário, que em ocasião do Dia dos Namorados, fez uma campanha (quase singela) mostrando pessoas se presenteando e abraçando, com uma referência sutil a namorados homoafetivos e com idade diferente, relembre aqui.

Pois bem, indo para o universo das propagandas de banco, temos várias campanhas incríveis, mas muito tradicionais, onde pouco vemos uma abordagem de temas mais “polêmicos”, como orientação sexual.

Pois é, tínhamos.

No final do ano passado, o Santander lançou sem muito alarde um vídeo de final de ano que considero um grande passo na propaganda brasileira a respeito do tema da diversidade. O vídeo trata de forma bastante carinhosa sobre transformarmos algumas palavras que geralmente são associadas com coisas ruins, em aspectos bons. E já nos primeiros segundos vemos um casal gay brincando tranquilamente com seu cachorro, e seguimos vendo ótimas imagens de momentos bacanas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E se você está se perguntando: “Mas só isso?”

Imaginem que o tema da diversidade dificilmente era abordado na propaganda brasileira, assim como mulheres empoderadas, negros em ações relevantes, etc. Mas, ainda bem, que nos últimos anos temos visto um avanço nessa história toda. E sabe por que essa ‘história toda’ é importante? Isso chama-se REPRESENTATIVIDADE. Em nenhum outro momento da história podemos ver tantos movimentos ganhando força no país e no mundo, sejam eles educacionais, feministas, raciais, sexuais, dentre outros. E eu particularmente fico muito feliz em noticiar um vídeo como esse. Assistam:

[facebook https://www.facebook.com/santanderbrasil/videos/10153186778095588/?permPage=1]

O texto é igualmente bonito:

Que em 2016…todo o excesso seja de amor e as lágrimas… só de alegria.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Que em 2016…os ataques sejam de risos.

As guerras de travesseiros e as bombas apenas de chocolate.

Que em 2016…o tempo não seja só dinheiro, as conquistas só financeiras e as ações só da bolsa.

Que 2016 seja do jeito que todo mundo deseja: feliz…e muito.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

santander_video2 santander_video3

E fica aqui uma grande provocação para as marcas e agências nesse ano: que venham mais e mais campanhas com essa abordagem. O preconceito e a ignorância são combatidos com muito amor, mas acima de tudo com informação.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,282,832SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Razão ou emoção? Série de ilustrações humoradas explora dicotomia envolvendo o cérebro e o coração

Pensar com a cabeça ou com o coração? Volta e meia temos que optar por uma dessas opções na tomada de qualquer decisão. Uma série...

Após vaquinha do Razões, homem em situação de rua e seu cão conseguem moradia

Gente, lembra do seu Sebastião e do Negão? Essa dupla emocionou todo mundo após uma foto do ex-morador de rua agasalhando o seu cão...

As mulheres que deram cor aos números da NASA

A palavra do momento é Representatividade, que significa representar os interesses de determinado grupo, classe social ou de um povo. E, como você deve...

Professora transforma guarda-chuvas em sacos de dormir para desabrigados

Centenas de guarda-chuvas estragados estão sendo transformados em sacos de dormir forrados com cobertores para pessoas que vivem em situação de rua em Porto...

Ela teve a melhor ideia para conter a impaciência dos motoristas no trânsito

Débora colou um cartaz na parte de trás do carro que dizia: “Sou recém-habilitada. Agradeço a paciência”.

Instagram

Porque essa campanha de banco não pode passar despercebida 2