Nos EUA, dono de posto vende gasolina abaixo do valor para ajudar clientes – mesmo levando prejuízo.

A lenta recuperação da economia mundial após a pandemia e a guerra na Ucrânia, que já dura há 4 meses, têm sido determinantes para o aumento da inflação e do preço dos combustíveis, não apenas no Brasil (onde a gente já vê o litro da gasolina a R$ 8), mas em dezenas de outros países, inclusive nos Estados Unidos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Essa realidade pesa e muito no bolso das famílias, especialmente aquelas com condições financeiras mais humildes.

Sensível a isso, Jaswiendre Singh, dono de um posto de combustíveis em Phoenix, no estado do Arizona, tem vendido o galão de gasolina por um valor mais baixo do que o seu preço de compra, ficando no prejuízo na tentativa de ajudar a clientela.

Dono de posto perde R$ 75 mil por mês ao vender gasolina abaixo do preço para manter preço acessível
Foto: 3TV / CBS5

De acordo com a Associação Automobilística Americana (AAA), na semana passada o preço médio do galão (equivalente a 3,7 litros) chegou a marca de US$ 5 (R$ 25,90) – o maior em décadas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Singh absorve 10% desse valor – cerca de 50 centavos de dólar (R$ 2,70) – vendendo o galão a US$ 4,50 ou menos, ficando sem qualquer lucro no processo.

“É um esforço para ajudar meus clientes a sentir menos ‘dor no bolso’ devido aos altos preços da gasolina”, disse o empresário, que têm trabalhado algumas horas extras para compensar o dinheiro que estão perdendo. Para isso, eles contam com a vendas do diesel e dos produtos da loja de conveniência do posto.

Dono de posto perde R$ 75 mil por mês ao vender gasolina abaixo do preço para manter preço acessível
Foto: 3TV / CBS5

Em entrevista à emissora 3TV/CBS5, Singh disse que seus clientes compram cerca de 1.000 galões de gasolina por dia, o que significa que ele deixa de ganhar cerca de US$ 500 (R$ 2.587) diariamente ao subvalorizar seu combustível.

As perdas não o impedem de continuar operando, ao mesmo tempo em que dezenas de famílias são beneficiadas com o subsídio.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Hoje, abastecer o tanque para uma semana de trabalho está se tornando cada vez mais estressante – e impossível, – pois o preço do litro e do galão não para de subir, em especial no Arizona.

Dono de posto perde R$ 75 mil por mês ao vender gasolina abaixo do preço para manter preço acessível
Foto: 3TV / CBS5

Ainda assim, com a ajuda de Singh, o povo de Phoenix tem um posto de gasolina em que pode confiar para oferecer o melhor preço possível, mesmo que isso signifique uma perda significativa para o proprietário.

“Minha mãe e meu pai me ensinou a ajudar o próximo se você tiver condições. Se você tem algo a oferecer, tem que compartilhar com as outras pessoas”, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A renda média do cidadão norte-americano não acompanhou o aumento do preço dos combustíveis, o que tem forçado milhões de pessoas a evitarem dirigir por longas distâncias ou mesmo deixarem seus veículos em casa para pegar ônibus até o trabalho ou a faculdade.

Dono de posto perde R$ 75 mil por mês ao vender gasolina abaixo do preço para manter preço acessível
Foto: 3TV / CBS5

Por vezes, a distância é longa demais ou não há transporte público disponível. Assim, a pessoa não tem outra escolha a não ser pagar (bem) mais caro pela gasolina para ir até onde precisa. Como resultado, sobra menos dinheiro para gastar com o lazer.

É pensando nessas pessoas que Singh reduziu os preços de seu posto. Apesar de estar no prejuízo há semanas, ele tem esperança de que logo logo tudo vai se estabilizar. E o melhor: manterá uma clientela fiel, que foi beneficiada por sua empatia e estará pronta para continuar abastecendo em seu posto!

Quer ver mais uma história inspiradora? Dá o play!

Fonte: UpWorthy
Fotos: 3TV / CBS5

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Em uma chácara, Bruno cuida de moradores de rua

Vocação. Não vejo outra definição para falar sobre esse jovem, o Bruno, ele desde os 16 anos ajuda moradores de rua, seja com cobertor,...

Plataforma oferece assessoria jurídica gratuita a mulheres vítimas de violência doméstica

Inspirada na personagem bíblica Raquel e na história de vida da idealizadora, a plataforma ajuda mulheres que sofrem violência a reescreverem sua história!

Baiano bate recorde e é o mais rápido a conhecer todos os países do mundo

É do Brasil! Anderson Dias visitou todos os países do mundo em apenas 543 dias.

“Fui pegar meu filho nos meus pais e foi isso que encontrei”

Casa de avós é outro nível! ❤️ Em um vídeo compartilhado pela Família Pearson, perfil com quase 50 mil seguidores no Instagram, um menino é...

Instagram

Nos EUA, dono de posto vende gasolina abaixo do valor para ajudar clientes - mesmo levando prejuízo. 2