Prefeita abre mão do salário para custear auxílio para 100 famílias de baixa renda no Ceará

A prefeita Auxiliadora Fechine, de Barreira, no norte cearense, anunciou que abriu mão de seu salário para custear um programa de transferência de renda voltado para a população mais vulnerável da cidade, que tem cerca de 20 mil habitantes.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em parceria com a Câmara de Vereadores, foi criado o projeto “Barreira sem Fome”, que vai ajudar 100 famílias de Barreira com um vale-alimentação de R$ 100 mensais até o fim de 2024, quando termina o mandato da prefeita.

prefeita abre mão salário para famílias baixa renda

A Prefeitura explicou que as famílias devem receber a primeira parcela do benefício ainda neste mês de setembro. A intenção da prefeita é que haja um rodízio entre os beneficiários.

Essas famílias serão acompanhadas mensalmente e o objetivo é que, em seis meses, já tenham condição de se sustentar. Aí, novas famílias são beneficiadas“, disse Auxiliadora, que é médica especializada em dermatologia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Um acompanhamento mensal também vai possibilitar outros tipos de ajuda aos beneficiários. “Não é só doar o alimento. O objetivo é dar dignidade para que essa família possa (por exemplo) ser inserida no mercado de trabalho“, ressaltou.

prefeita abre mão salário para famílias baixa renda

Doação do Salário

A prefeita cearense também é professora concursada da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).

No ano passado, ela foi eleita com pouco mais de 52% dos votos, em primeiro turno. Na época, decidiu ficar apenas com o salário de professora.

“Achei melhor optar pelo salário de professora, porque assim liberava o salário como prefeita”, explica. Aproveitando a oportunidade, Auxiliadora decidiu enviar um projeto de lei para a Câmara Municipal de Barreira redirecionando o salário como chefe de Executivo – de R$ 10 mil – para a criação do programa “Barreira Sem Fome”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Seu principal objetivo, ela explica, é reverter esse dinheiro para a compra de cestas básicas. “Mas queríamos que esse recurso circulasse dentro do município”, completa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Assim, o programa aprovado na Câmara irá distribuir cartões de vale-compras para as famílias, que poderão ser gastos na compra de itens de alimentação nos estabelecimentos cadastrados pela Prefeitura.

Dezenas de famílias pré-selecionadas para receber o benefício estão em fase de entrega de documentação, mas devem receber os cartões até o final deste mês.

Veja também:

Fotos: Reprodução / Instagram: @diariodonordeste (por Henrique Costa)

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,827,226SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Caixa de supermercado pinta unhas de cadeirante rejeitada por salão

A caixa do Walmart pintou as unhas de uma mulher com paralisia cerebral rejeitada por um salão de manicure porque suas mãos não paravam de tremer.

Pediatra ensina técnica infalível para fazer bebê parar de chorar

O pediatra Robert Hamilton (ou Dr Bob para os amigos) cuida de recém-nascidos há mais de 30 anos. Então, se alguém sabe como fazer um bebê parar...

Taxista ganha carro personalizado como agradecimento por ajudar pessoas em emergências

O indiano Vijay Thakur, de 75 anos, desistiu da sua carreira de engenheiro para ajudar pessoas que precisam chegar ao hospital a qualquer hora...

Programa literário reduz 4 dias de pena para cada livro lido por detentos no país

Os presos conseguem diminuir quatro dias da pena para cada livro que leem.

Startup constrói casas populares com plástico encontrado no lixo

Enquanto os lixões não param de acumular plástico, há muitas pessoas que não tem um teto para morar. E o que uma coisa tem...

Instagram