Prefeitura de Curitiba aproveita “meme da Betina” para promover adoção de animais

“Oi, meu nome é Betina. Tenho dois anos de idade e um milhão de lambidinhas de amor de patrimônio acumulado.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Assim começa o vídeo publicado pelo perfil da Prefeitura de Curitiba no Facebook, pegando carona na grande repercussão do meme que virou a história de Bettina Rudolph, publicitária da consultoria de investimentos Empiricus, onde ela conta o sucesso obtido como investidora ao usar uma tática que “não é nenhum segredo pra ninguém”, na qual obviamente a internet não perdoou e zoou até não poder mais.

Prefeitura de Curitiba aproveita "meme da Betina" para promover adoção de animais
Bettina Rudolph caiu nas graças da internet. Imagem: Reprodução / YouTube

Aproveitando a onda viral nas redes sociais, a prefeitura da capital paranaense montou um vídeo com o mesmo cenário de fundo, trocando a Bettina milionária da Empiricus pela Betina canina, que chama a atenção dos espectadores para a causa da adoção de animais resgatados das ruas ou em situação de abandono.

Prefeitura de Curitiba aproveita "meme da Betina" para promover adoção de animais
A cadela Betina é a protagonista do vídeo da Prefeitura de Curitiba, que promove a adoção de animais outrora abandonados.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Desculpa a indiscrição, é que o tempo nas redes sociais é sempre muito curto e eu precisava chamar sua atenção. Tem gente que acha normal encontrar um cãozinho abandonado, mas sabe o que chama minha atenção? É que adotar não tem nenhum segredo,” diz Betina.

Leia tambémMenina de 7 anos cata latinhas para comprar ração para cães de rua

A cadelinha conta que seu sonho era poder ser adotada por uma família que a amasse, o que realmente aconteceu. “Não foi sorte, não herdei uma bolada, mas é como se eu tivesse ganhado na loteria.”

Hoje Betina faz parte de uma família, e deseja que a sua história seja reproduzida milhares de outras vezes para todos os seus ‘au-miguinhos’.

Se você for uma dessas pessoas que está buscando um companheiro para a vida, é hora de acessar o site da rede de proteção animal e procurar uma instituição de adoção para visitar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em Curitiba e região, há o Centro de Referência Para Animais em Situação de Risco, na Rua Lodovico Kaminski, 1.381, e a Rede de Proteção Animal, programa da gestão municipal que visa buscar melhores condições de vida para a fauna da cidade e que oferece um Sistema de Cadastramento e de Identificação Animal (SIA) através da utilização de micro chips. Você pode acessar o site da Rede clicando aqui.

Como bem diz Betina: “É com vocês. Histórias diferentes exigem atitudes diferentes.”

Leia tambémEmpresa de ração incentiva adoção de vira-latas com nomes errados de raças de cachorros

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,634,668SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Mistura de sensações: confira o relato da cadeirante que visitou um restaurante que te deixa “cego”

O O.NOIR com certeza oferece algo diferente. A experiência comum de ir a um restaurante, pedir um prato e curtir a noite muda completamente quando...

Médico cuida tão bem de crianças em UTI que elas querem ficar no hospital

Cuidar de crianças é realmente apaixonante, sobretudo de criancinhas com algum problema de saúde. É por isso que o doutor Thallys Ramalho coloca todo...

Cientistas chineses criam painel solar que gera energia a partir da chuva

A energia solar já é uma realidade e uma das maneiras mais eficazes de se produzir energia limpa e renovável. Porém, sabemos que o...

Suíça votará proibição da criação de animais em escala industrial para abate

Recentemente, foi relatado que 2,6 milhões de suíços – ou 31% da população – estão reduzindo ou reduziram totalmente o consumo de carne.

Instagram