Após menina com Down sofrer bullying, presidente de país acompanha ela até a escola

A estudante macedônia Embla Ademi tem apenas 11 anos, mas sabe muito bem como é sentir na pele o preconceito e ser alvo de bullying na escola.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Embla tem síndrome de Down e devido aos comentários maldosos de muitos colegas, decidiu não frequentar as aulas do ano letivo.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, diversas crianças, apoiadas pelos próprios pais, se posicionaram contra a integração da colega na turma. Como resultado, sua escola colocou a estudante em uma sala segregada.

Muita gente (infelizmente) não sabe, mas a síndrome de Down não é uma doença, mas uma condição inerente à pessoa, causada pela presença de 3 cromossomos “21” em todas ou na maior parte das células de um indivíduo.

Após menina com Down sofrer bullying, presidente de país acompanha ela até a escola

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A história de Embla causou comoção nacional e chegou ao gabinete do presidente da Macedônia do Norte, Stevo Pendarovski, que resolveu acompanhar a menina pessoalmente até a escola.

“O preconceito não deve ser um obstáculo para criar uma sociedade igualitária e justa para todos. Empatia é nossa obrigação moral”, disse Stevo em um post nas redes sociais.

Na publicação, o chefe de governo da pequena nação europeia compartilhou fotos onde acompanha Embla de volta às aulas.

Ao final, ele comentou que “o comportamento dos que colocam em risco os direitos das crianças é inaceitável”.

Após menina com Down sofrer bullying, presidente de país acompanha ela até a escola

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Não só essas crianças devem usufruir de todos os seus direitos, como devem sentir-se iguais e bem-vindas nas salas de aula e nos recreios”, afirmou o presidente da nação de 2 milhões de habitantes, vizinha da Grécia.

“Essa é a nossa obrigação, enquanto Estado mas também enquanto indivíduos, e a empatia é o elemento-chave desta missão comum”, reforçou o líder macedônio.

No dia seguinte, em comunicado à imprensa, o gabinete da Presidência afirmou que Pendarovski também conversou com os pais de Embla “sobre os desafios que ela e a família enfrentam diariamente”.

Ele também garantiu que a menina não sofrerá mais qualquer tipo de segregação no ambiente escolar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Folha
Fotos: Cortesia / Presidência da Macedônia do Norte

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,805,539SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Cenas com personagem de Domingos Montagner “aparecendo” em Velho Chico emociona a todos

Uma vez eu vu um documentário excepcional chamado "A vida não basta", onde Ferreira Gullar fala que a arte é a invenção da realidade, e...

“Manifesto” pelo fim do machismo na educação dos meninos viraliza na web

Casos como o do estupro coletivo de uma jovem de 16 anos por 33 “homens” no Rio de Janeiro, que dominou o noticiário recentemente,...

Artista de 102 anos assiste a si mesma dançando pela primeira vez na vida

Quando esta senhora de 102 anos, chamada Alice Barker dançou e na linha de frente de uma apresentação de dança entre as décadas de...

Menina de 13 anos alto-astral, prova que mesmo com deficiência, atitude positiva é tudo

Esta menina de 13 anos da Flórida, EUA, chamada Rion Paige, deixou os jurados e a platéia absolutamente contagiados com seu carisma e positividade...

Café Suspenso Brasília, espalhando mais gentileza na cidade

Vocês provavelmente já ouviram falar do Café Suspenso, mas para quem nunca ouviu, ele é uma iniciativa que se iniciou em um café da...

Instagram

Após menina com Down sofrer bullying, presidente de país acompanha ela até a escola 4