Conheça a primeira transexual registrada em um time feminino de vôlei no Brasil

07A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) tomou uma decisão inédita, e que serve de inspiração para outros esportes: registrou a primeira transexual a integrar uma equipe feminina no Brasil.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Isabelle Neris, atleta do time Voleiras, de Curitiba, nasceu em um corpo de menino, mas “sempre soube que era homossexual”. Ela começou seu tratamento hormonal aos 17 anos. Um ano depois, fez a primeira cirurgia plástica – com o apoio dos familiares.

O vôlei é o esporte preferido de Isabelle desde a infância: “Na adolescência, eu vi que não me enquadrava nos padrões masculinos. Porque os meus níveis de testosterona sempre foram mais baixos, mesmo antes do tratamento hormonal.”

Mas, como não podia jogar entre os homens, e sua documentação não permitia integrar um time, o vôlei virou apenas um hobby. Isabelle, então, optou por estudar e se tornar técnica em radiologia – hoje, ela trabalha em um salão de beleza.

vôlei-transexual

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em 2015, ela recebeu o convite do time Voleiras para disputar torneios locais e regionais. “Deixei bem claro para a comissão técnica e para as outras meninas que eu só poderia participar de treinos”, afirma. No mesmo ano, ela entrou com recurso para alterar seus documentos, e a comissão técnica da equipe procurou se informar sobre a possibilidade de inscrevê-la em uma partida oficial.

Isabelle não tem esperança de um dia se tornar atleta profissional, mas sabe que o fato de estar em quadra já é uma grande vitória contra o preconceito: “Eu já tenho 25 anos, e geralmente as atletas de alto nível começam mais cedo. Mas quero continuar jogando em competições regionais, locais, e ser cada vez mais respeitada”.

Leia também:

Ele trabalhou no McDonald’s e manda recado à jovens sobre dar certo na vida

Enfermeira faz book de gestantes carentes para que elas não parem de cuidar da gravidez

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações do Brasil de Fato / Foto: Daniel Giovanaz

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM






Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,977,926SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Como me sinto quando exerço assistência sexual e afetiva?

“Sá, você nunca me contou sobre isso e sou uma das suas melhores amigas! Como assim?” “Imagina sofrer um acidente e por conta disso, não...

Pais de oito! Casal com 3 filhos adota 5 irmãos e cria associação para pais adotivos

É que coração de mãe sempre cabe mais...cinco! A prova disso é a curitibana Ingrid Mendes, 50 anos, que adotou cinco irmãos de uma...

Idosa de 99 anos ajuda crianças da África costurando um vestido por dia

Já é algo comum em uma comunidade de idosos de Davenport um grupo de moradores se reunir semanalmente para fazer vestidos para uma organização...

Homem encontra R$ 7 mil e espera dono voltar à agência bancária para devolver dinheiro

“Eu achei que devia devolver o dinheiro. Algumas pessoas falaram que eu não devia devolver porque dinheiro não tem dono, mas o dinheiro não era meu e eu queria dormir”, diz Milton.

Aos 70 anos, ex-faxineira aposentada se forma em artes cênicas: “Eu chorei de felicidade”

Aos 70 anos, a ex-faxineira aposentada Ivete Souza, de 70 anos, se formou em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Acre (UFAC). Ela nasceu em...

Instagram