Após 75 anos, primos separados pelo Holocausto se reencontram em momento emocionante

O período compreendido entre 1939 e 1945, quando dezenas de países mergulharam de cabeça na Segunda Guerra Mundial, é um dos momentos mais desoladores e brutais na história da humanidade. O conflito resultou na morte de 50 a 70 milhões de pessoas e foi marcado por um número absurdo de ataques contra civis, a incluir aqui o Holocausto.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O genocídio em massa colocado em prática pela Alemanha Nazista ceifou a vida de 11 milhões de pessoas, entre ciganos, testemunhas de Jeová, homossexuais e principalmente judeus, destruindo e separando milhões de famílias.

São cicatrizes profundas, difíceis de se curar. No entanto, conseguimos encontrar em meio à tragédia inúmeras histórias que terminaram com um final feliz.

É o caso dos primos Morris Sana e Simon Mairowitz, que ficaram 75 anos separados, sem jamais conseguirem se ver após o fim da Guerra.

A dupla nasceu e cresceu na Romênia na década de 1930. Morris e Simon se tornaram mais do que apenas familiares, mas melhores amigos, inseparáveis.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em 1940, o exército nazista invadiu o país e suas famílias foram forçadas a fugir em direções opostas. Eles perderam o contato, e cada metade da família assumiu que a outra parte tinha se perdido nos campos de concentração.

Primos separados holocausto reencontro
Campo de concentração de Auschwitz. Foto: Maxpixel/Reprodução

O reencontro após 70 anos do Holocausto

Sete décadas se passaram até que a sobrinha de Morris encontrou meio que por acaso a filha de Simon enquanto procurava parentes há muito tempo perdidos no Facebook. As duas se conectaram e compartilharam o que sabiam: Morris mora em Ra’anana, Israel, enquanto Simon mora no Reino Unido.

Leia também:

A partir daí, bastou apenas uma certa determinação para organizar a reunião de família em Tel Aviv, capital de Israel. Um parente gravou o emocionante reencontro que está deixando muitas pessoas em lágrimas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No instante em que Simon vê seu primo, seu rosto se ilumina. “É muito bom ver você!”.

Morris o cumprimenta, estendendo a mão para um abraço. Um Simon emotivo segura o rosto do primo e responde: “É muito bom ver você também depois de todos esses anos.” Então eles ficam ali, se abraçando enquanto choram pelos anos em que estiveram longe um do outro.

Primos separados holocausto reencontro
Foto: Facebook/Reprodução

“Nós temos um ao outro agora”, diz Simon. “E nós podemos nos ver.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Morris diz a Simon que pensou nele muitas vezes ao longo dos anos, principalmente na época em que passaram a infância juntos na Romênia. “Eu lembro de você quando era um menino”, diz. “Você se lembra, não é?”.

Primos separados holocausto reencontro
Foto: Reprodução/Facebook

É um momento muito bonito! Os dois homens agora estão na casa dos 80 anos, mas planejam se ver novamente o mais rápido possível. Mais: a reconexão entre eles está aproximando o restante da família – dividida há mais de 70 anos pela tragédia da Guerra.

Assista o reencontro abaixo:

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: Inspire More/Foto de capa: Reprodução/Facebook

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,293,090SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Projeto desenvolve ações para facilitar a vida das pessoas no seu cotidiano

Criado pela Mercur, em Santa Cruz do Sul/RS, o projeto Diversidade na Rua tem por objetivo construir soluções que facilitem a vida das pessoas...

Drag queens se mudam para asilo e melhoram a saúde de idosos

Duas drag queens moraram em uma casa de repouso durante um mês.

Morador transforma pontos de lixo em jardins com materiais recicláveis

O que antes era um lugar abandonado, cheio de lixo, hoje, é um lindo jardim, graças ao trabalho voluntário do servidor público Manoel Correia...

Brasileira ajuda bebês de pais refugiados com cangurus

A brasileira Anelise Amaral vive em Dublin, Irlanda, há oito anos. A imagem do menino sírio morto na praia de Bodrum, Turquia, despertou nela...

Instagram

Após 75 anos, primos separados pelo Holocausto se reencontram em momento emocionante 1