Príncipe Harry quebra protocolo para confortar garotinho que perdeu a mãe

Durante o penúltimo dia de viagem às nações da Commonwealth no Pacífico Sul com sua esposa, Meghan Markle, o Príncipe Harry protagonizou uma cena emocionante com um garoto de seis anos num evento na cidade de Auckland, na Nova Zelândia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em meio a uma caminhada no porto Harbour, Harry recebeu uma carta de Gran Te Nante, 52 anos. A senhora escreveu na carta que seu neto, Otia, admirava muito o príncipe, e, assim como ele, também havia perdido a mãe. Ela pediu que Harry desse um pouco de atenção para o neto.

Assim que soube que Otia era órfão, o príncipe quebrou o protocolo real – que não permite que membros da realeza tire fotos com quaisquer outras pessoas, – e tirou selfies com o garoto, que estava com a vó no evento.

Leia tambémNa Índia, príncipe oferece seu palácio para pessoas LGBT em situação de vulnerabilidade

Otia Nante, 6 anos, perdeu a mãe quando ainda era apenas um bebê, história triste como a do Príncipe Harry, que perdeu Lady Di em um trágico acidente de carro em 1997. À época, ele tinha 12 anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Gran Te Nante disse que cuida do menino sozinha, desde que a mãe dele cometeu suicídio – quando Otia tinha menos de um ano de idade. Harry, então, pegou a criança no colo e disse que “a vida ficaria bem”.

“Eu fiz 34 anos de idade e a vida é boa. Eu tenho uma linda mulher e um bebê a caminho. Sua vida vai ser boa. Não se preocupe com isso”.

Após uma rápida conversa, ele tirou algumas selfies com Otia, que rapidamente vazaram e foram publicadas nas redes sociais.

Harry também fez questão de oferecer apoio à avó de Otia, dizendo: “Você está fazendo um ótimo trabalho, Nan. As avós são muitos importantes em nossas vidas”.

Leia tambémGarotinha ‘rouba’ pipocas de príncipe Harry e a reação dele foi muito fofa

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em um documentário de 2016 do canal Britânco ITV, o príncipe admitiu que por muito tempo reprimiu os sentimentos à respeito da perda da mãe.

“Eu nunca lidei com o que aconteceu. Foi muita emoção enterrada. Durante uma boa parte da minha vida eu realmente não queria pensar sobre isso. Agora vejo a vida de maneira muito diferente do que costumava ver”, revelou na época.

Harry contou que encontrou um sentido em sua existência através das ações de solidariedade que faz: “Tudo o que eu quero fazer é deixar minha mãe incrivelmente orgulhosa”, concluiu o príncipe.

Veja o post:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Meghan & Harry 💍 supporters (@harry_meghan_updates) em

A viagem do casal de príncipes durou três semanas – Harry e Meghan visitaram a Austrália, Fiji, Tonga e Nova Zelândia.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Revista Quem

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,282,832SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Advogada ensina como fazer próteses para mulheres que venceram o câncer de mama

O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma. Ele...

Médico toca sanfona em visita a paciente acamado que era pandeirista e ele reage

Parafraseando um grande sucesso de Forró do grupo Os Três do Nordeste, "é proibido cochilar" na consulta do médico Thiago Tejo. Ele faz parte de...

Empresa americana produz e doa escovas de dentes feitas de bambu

A empresa produz e doa escovas de dentes feitas de bambu para substituir o uso de escovas de plástico.

Iniciativa oferece espaço de trabalho de graça para entidades que lutam contra Covid-19

A WeWork está promovendo globalmente a iniciativa WeWork for Good, projeto que busca contribuir com espaço de trabalho para organizações sem fins lucrativos e entidades governamentais...

Calendário 2020 de bombeiros australianos ajudará crianças com queimaduras

O calendário patrocinado pelo Corpo de Bombeiros já levantou mais de US$ 3 milhões (R$ 12,3 milhões) para dezenas de instituições filantrópicas e sem fins lucrativos desde 1993.

Instagram

Príncipe Harry quebra protocolo para confortar garotinho que perdeu a mãe 1