Professor americano publica conto de fada com romance entre rapazes

Vejam um conto de fadas diferente: Era uma vez, num reino encantado, uma princesa é sequestrada por uma bruxa. Em resposta, o rei lança o desafio: quem salvar sua bela filha terá o direito de se casar com ela. Então dois jovens resolvem encarar a missão.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Grande parte dos contos termina com o príncipe salvando a princesa e se casando com ela … Mas este tem um final feliz diferente. A princesa é lésbica, independente, e não precisa ser resgatada, e durante a busca, os dois homens se apaixonam e, no fim, acabam se casando numa igreja medieval.

O conto de fadas muito contemporâneo é narrado no livro infantil “The princes and the treasure” (“Os príncipes e o tesouro”), de Jeffrey A.Miles. Professor da Escola de Negócios da Universidade do Pacífico, na Califórnia, Estados Unidos, ele teve a ideia há dois anos, enquanto assistia a uma apresentação com um príncipe e uma princesa num parque de diversões.

Ao ver os atores cantando e dançando, me perguntei: por que não existe príncipe gay e princesa lésbica? Por que o príncipe não pode se casar com outro belo príncipe? E por que não há uma donzela em apuros sendo salva por uma linda princesa? – relembra o professor, que é gay e era um ávido leitor de contos de fadas quando garoto. – Quando voltei para casa, resolvi criar a minha própria história.

conto 2

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De acordo com Jeffrey, casais heterossexuais contaram que o livro os ajudou a conversar com os filhos sobre homossexualidade. Já pais gays afirmaram que o conto  serviu de apoio para falar com as crianças a respeito de seus próprios companheiros.

“O livro possibilita uma ótima maneira de abordar o assunto. Escrevi a história para ser romântica, e não sexual. Os pais dizem que a narrativa é ideal para as crianças, e o livro está entre os favoritos de várias delas“- comemora o autor.

Apesar da aceitação, o projeto não ficou livre de críticas. Entidades cristãs radicais acusam o livro de promover “propaganda homossexual”. Para Jeffrey, sua obra avança no combate ao preconceito. Ele lembra o caso de um pai que disse ler o livro para seus filhos em meio aos outros contos de fadas, sem distinção.

Se todo pai fizesse o mesmo, esta geração de crianças seria mais bem educada sobre a diversidade. A homofobia poderia ser extinta. As crianças veem que o amor pode acontecer entre duas pessoas, independentemente do gênero. Estou espantado sobre como é fácil para elas compreender isso, ao mesmo tempo que, para alguns adultos, ainda é tão difícil.

Lançado no primeiro semestre deste ano, o livro está à venda em 137 países. Uma continuação da história já está sendo escrita por Jeffrey e deve ser publicada em meados do ano que vem. O autor também trabalha na tradução da obra para outras línguas, inclusive para o português. No Brasil, por enquanto, é possível comprar as versões impressa e digital, em inglês, pela internet.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

conto 3 conto 4 conto 5 conto 6 conto 8 conto 9

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM






Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,970,136SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Esse bebê sorrindo ao cortar cabelo pela 1ª vez é a coisa mais fofa que já passou por aqui

A simpatia do Levi Donato Mastroianni, de 1 ano e 3 meses é imbatível. Um vídeo dele, que os pais gravaram o ano passado,...

Brasileira faz tatuagens gratuitas para mulheres que sofreram violência doméstica

São muitos os motivos pelos quais nosso corpos ficam marcados. Podem ser lembranças divertidas da infância, como um tombo aprendendo a andar de bicicleta. Mas...

Clínica veterinária contrata ‘acariciador de gatos’

É preciso ter algumas habilidades especiais.

NY ganha horta flutuante onde moradores podem colher alimentos frescos de graça

Por Débora Spitzcovsky Já pensou poder dar um passeio de balsa no rio e, de quebra, fazer a feira da semana de graça? Em breve,...

Avô e neto escrevem livro infantil juntos para matar a saudade na quarentena

Criar histórias sempre foi um dos passatempos favoritos do Matheus, 10 anos, e de seu avô, Mário Sérgio, 69. O vovô Mário é professor e,...

Instagram