Professor de Brasília está ensinando meninos a respeitar as alunas através do esporte

Publicação originalmente feita no site AzMina.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Paulo Henrique Carmona é professor de Educação Física na Escola Classe 108, em Samambaia, no Distrito Federal. Mais do que apenas ensinar seus alunos a prática de diferentes esportes, ele aproveita para falar sobre questões de gênero.

Em uma das aulas, ele pergunta: “Jogar basquete é uma coisa de menino? Ou de menina? Ou de menino e de menina?” Uma das crianças do 2º ano responde: “É de menino”. Outra discorda: “Claro que não, minha prima joga”. E assim começa a discussão sobre gênero usando o esporte como pano de fundo.

Numa outra atividade, as crianças precisavam adivinhar o nome de algumas profissões a partir de pistas dadas pelo professor. Elas tinham que desenhar e dar um nome para a profissão. O objetivo era visualizar a predominância masculina ou feminina nas profissões (policial, astronauta, professor, advogado).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eles trazem todo um repertório de casa, trabalhamos em cima dessas questões”, comenta a professora Vanessa Terumi, que acompanha as turmas no dia a dia.

No final, os alunos tinham que explicar por que classificaram as atividades como de menino ou menina ou de ambos. Surgia então a grande questão: “Mas você não acha que os meninos podem ser melhores no basquete simplesmente porque treinam mais que as meninas?”. Foi o suficiente para as crianças quererem contar suas experiências.

“Eu aprendi que menino não é melhor que menina e nem menina melhor que menino”, resume Maria Louysa de Sousa Gomes, de 8 anos.

[Nota da Redação]

Assistam nosso vídeo hilário da nossa visita a um asilo em SP onde os idosos se divertiram com a realidade virtual:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia a reportagem completa da Revista AzMina aqui. / Foto: Rogério B. Guerreiro/Arquivo Pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,638,607SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Mãe de 7 faz cupcakes e transforma seus últimos R$ 28 em negócio de R$ 5 milhões por ano

Quem nunca pensou que para começar um negócio é necessário ter um dinheiro razoável? Mignon François tinha apenas US$ 5 (R$ 28) e teve...

Médico viaja mais de 1.500km para levar material para tratamento às vítimas de tragédia

Natural de Governador Valadares (MG), o médico e enfermeiro Evandro Reis teve uma atitude muito nobre. Ele viajou mais de 1.500 quilômetros para entregar material para...

Noiva passa mal e perde própria festa de casamento em BH, mas amigos fazem linda surpresa

Amanda Kathryn sempre sonhou com o dia de sua festa de casamento, inclusive abriu mão de muitas coisas para que a cerimônia e...

Sala inteira aprende Libras para ‘cantar’ parabéns para estudante surdo no PR

Uma sala inteira de estudante se uniu para aprender Libras e 'cantar' parabéns para um dos alunos, que é surdo. A surpresa aconteceu no dia...

Vídeo mostra que a linguagem do amor é universal

A linguagem do amor: porque tem coisas que não precisam de explicação, tradução ou mediação. O vídeo emocionante surpreende no final, vejam: ...

Instagram