Professor promove inclusão de aluno cadeirante

É difícil para qualquer pessoa não se emocionar quando vê um professor de educação adaptar suas aulas para uma criança que é cadeirante.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E se a gente já se emociona, o que dizer da mãe da criança? A Iris Ramos vai carregar esse dia na sua memória afetiva por muitos anos, temos certeza disso. (Conheça instituições que desenvolvem projetos para a causa Crianças e apoie através do Visa Causas. A cada transação, a Visa faz uma doação e você não paga nada a mais por isso.)

Ela foi buscar o filho na Escola Municipal Professor Ricardo Krieger, em Curitiba, e se deparou com Miguel na aula de educação física.

Naquele momento, o professor Diogo Comin pedia para as crianças esticarem as pernas. Miguel só era capaz de esticar a perna esquerda. Para esticar a perna direita, o garoto contou com a ajuda dos coleguinhas.

Iris ficou mais emocionada ainda na atividade em que os alunos tinham que correr e pular cones enfileirados.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Fiquei pensando como o Miguel iria pular igual um coelhinho com a cadeira de rodas e logo vi que o professor pegou o Miguel com a cadeira de rodas e tudo e pulou cone por cone com ele umas três vezes”, escreveu Iris emocionada em um post no Facebook. Ajudar uma causa social pode ser mais fácil do que você imagina. Cadastre o seu Visa e escolha uma causa. Cada vez que você usar seu cartão, a Visa fará uma doação. Cadastre-se!

professor educação física adapta aulas criança cadeirante

A mãe caiu em lágrimas ao presenciar “essa linda cena de inclusão”. Ela viu nos olhos de Miguel a gratidão que ele sentia por ser tratado como seus coleguinhas. O professor Diogo não fez distinção, mas adaptou o exercício às limitações do aluno.

“Meus parabéns em primeiro lugar para a escola e muito merecido meus parabéns pro professor de educação física do meu filho que conseguiu conquistar meu carinho e admiração. Minha eterna gratidão por fazer a diferença na vida do meu filho”, agradeceu Iris.

professor educação física adapta aulas criança cadeirante

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O post de Iris ganhou enorme repercussão e já soma 180 mil curtidas e 118 mil compartilhamentos. O vídeo do professor levantando Miguel para pular os cones foi visto 7,8 milhões de vezes:

Nos comentários da postagem, muitos parabéns ao professor por promover a inclusão em suas aulas:

“Parabéns a esse profissional que exerce sua profissão com muito amor e dedicação. Fiquei emocionada, pois nem tudo está perdido ainda existe pessoas do bem.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Ação é fundamental na vida. Este professor teve ação e pra ele o meu apreço. Que sirva de exemplo para os demais. Incluir não é problema. Problema é não tentar.”

“Parabéns pra esse profissional da educação. Deus continue abençoando sua vida e de todos os professores. ISSO é amar a profissão.”

“Parabéns para a escola e ao professor que fazem o papel deles na inclusão. Se todos puderem ser assim, teremos dias melhores no futuro. Que Deus abençoe a todos.”

Conheça mais sobre o programa Visa Causas e apoie uma instituição sem pagar nada a mais por isso. É só cadastrar seu cartão Visa e a cada transação no crédito ou débito, a Visa faz uma doação. Cadastre-se!

crédito das imagens: Iris Ramos/Facebook/Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,429,587SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Vendedor de frutas cria ecobarreira para salvar rio e recebe apoio de vaquinha. Ajude!

O Diego Saldanha tem uma lembrança muito linda e importante do rio Atuba, em Colombo (PR). Foi nessas águas que ele aprendeu a nadar...

Garoto de 12 anos inventa “super barco” capaz de sugar plástico dos oceanos

Com apenas 12 anos de idade, Haaziq Kazi já tem consciência que com nossas atitudes, podemos ajudar a preservar o planeta. Aluno do sétimo...

Ela 103 e ele 100: idosos se casam e mostram que o amor não tem idade

Se alguém algum dia te disser que histórias de amor estão limitadas aos jovens, não acredite! John e Phyllis se conheceram no lar de...

19 fotos que provam quanto os anos 30 realmente foram legais

Os anos 30 foram uma época difícil nos Estados Unidos e ao redor do mundo. Após o crash da bolsa em 1929, cerca de...

Estúdio oferece cobrir de graça tatuagens racistas para quem se arrependeu

O Southside Tattoo, de Baltimore, nos EUA, cobre tattoos racistas e antissemitas de graça.

Instagram