Em SP, professor cria “Quebrada Maps” para ensinar geografia de maneira diferente

Existe maneira mais eficiente do que aprender na prática? Foi pensando nisso que uma escola pública localizada na zona leste de São Paulo, a Padre Chico Falconi, criou um projeto onde os alunos criam os próprios mapas. O projeto chama “Quebrada Maps” e esta nova maneira de se ensinar geografia foi ideia do professor Wellington Fernandes, com o objetivo de conectar as aulas com a realidade dos estudantes da região que fica entre os distritos de Guaianases e Itaim Paulista.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Relacionado: Para ajudar colegas cegos, estudantes criam mapa acessível

O professor diz que: “A ideia é criar a nossa cartografia, representar nossas identidades e falar sobre o território” e sua iniciativa até já rendeu o prêmio Vai Tec (Valorização de Iniciativas Tecnológicas), em 2017. Nele, os alunos produzem vídeos, criam mapas e divulgam os dados coletados e através de uma simples imagem eles podem visualizar onde todos os alunos da sala moram, por exemplo.

Uma das alunas que participam deste projeto é Jennifer Paiva, de 13 anos e ela se diz orgulhosa: “Nós mapeamos os lugares onde poderíamos ter aulas. Conheci lugares que nunca tinha ido. Se vierem para a zona leste pela primeira vez, conheçam a Casa de Cultura do Itaim Paulista”.

Mas o projeto também possui um outro foco, que é o de coletar depoimentos, construindo assim um mapa colaborativo, que aborda entre outros temas, o preconceito: “Tivemos a ideia de criar um mural com as palavras que mais apareceram. Depois fomos estudar e ver filmes sobre a África. Foi bem interessante”, diz a estudante Evelyn Miranda.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O professor explica qual é o objetivo: “São as imagens que os entrevistados têm sobre a África, muitas delas revelam os estereótipos, depois construímos um contraponto a partir de imagens reais no Google Street View” e afirma que essa é uma maneira eficaz dos alunos aprenderem e começarem a se apropriar do espaço, tendo muito mais conhecimento da cidade onde vivem.

Em SP, professor cria "Quebrada Maps" para ensinar geografia de maneira diferente 2

Em SP, professor cria "Quebrada Maps" para ensinar geografia de maneira diferente 3

Em SP, professor cria "Quebrada Maps" para ensinar geografia de maneira diferente 4

Em SP, professor cria "Quebrada Maps" para ensinar geografia de maneira diferente 5

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

 

Com informações de Folha

Fotos: Sheyla Melo / Agência Mural

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,845,820SeguidoresSeguir
24,881SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Você sabia que o Brasil tem uma “usina de ondas” no Ceará?

Por: The Greenest Post E que tal transformar a energia da onda em energia elétrica? Essa é a ideia da usina localizada no quebra-mar do...

Mulher trans adota bebê que foi abandonado depois que recebeu sangue dela

Os pais abandonaram a criança com medo de que ela se tornasse "um deles".

Ex-prisioneiro volta todos os dias à cadeia para dar aula de programação para detentos

Com o objetivo de reduzir a reincidência criminal através da qualificação para o mercado de trabalho, a ONG The Last Mile ensina programação em...

Primeiro-ministro do Canadá diz que refugiados são bem-vindos no país

Mais uma atitude louvável do "Mujica do Norte".

Após realizar sonho de meninos, torcedor ajuda família da favela Vila União (SP)

Não é só futebol, minha gente! Essa emocionante história teve início num campo de futebol, quando o torcedor levou os meninos da favela da Vila União para verem um jogo do Corinthians.

Instagram

Em SP, professor cria "Quebrada Maps" para ensinar geografia de maneira diferente 7