Professor vai montado de drag para falar sobre tolerância e respeito à diversidade na Paraíba

Você já viu um professor que vai montado de drag queen dar aula? Foi assim que o professor Luis Lima deu aula na última quarta, Dia Internacional de Combate à Homofobia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com o objetivo de promover a importância da luta contra o preconceito, o professor, artisticamente conhecido como Friday Manson, em João Pessoa, Paraíba, decidiu dar uma aula diferente.

Com licenciatura em Química e mestrado em Ensino de Química, o jovem de 25 anos trabalhou o tema “Relações de Gênero na Ciência”, na sua dissertação, o que lhe inspirou a abordar esse tema também em sua escola.

Leia também: Professor se monta de drag para falar sobre gênero e sexualidade aos alunos de cursinho

A intervenção teve total apoio da escola e a intenção era abrir os olhos dos alunos para que refletissem sobre as diferenças e o preconceito. Manson contou que foi a primeira vez em que foi dar aula vestido de drag queen, e no lugar da Química, ele refletiu sobre o Dia Internacional de Combate à Homofobia. Segundo ele, a reação dos alunos foi super receptiva.

Em uma publicação no Facebook, o professor fala um pouco mais sobre sua experiência:

“Hoje foi o melhor dia de minha vida enquanto professor por tantas razões, que até agora não processei tudo. A ação de ir montado para a escola compõe uma prática de intervenção pedagógica, antes de qualquer coisa, o dia de hoje comemora 27 que a homossexualidade não é tratada mais como doença. Entretanto, ao nosso redor muitas pessoas ainda a trata como “escolha” quando na verdade não é assim, e sabemos!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Documentos do Ministério da Educação embasam minha intervenção hoje (ver PCN Ética e Temas transversais) assim como autores que discutem gênero na educação (Guacira Louro), não foi algo sem planejamento, foi altamente intencional e bem planejado. Minha fala durante as 5 aulas nas cinco turmas que dei no dia de hoje não contemplava apenas a questão LGBT, antes de mais dava discutia respeito e tolerância a diversidade! Em todas as salas debatemos a temática e assistimos vídeos que discutiam a questão da diversidade sexual e de gênero.

Enquanto professor meu papel, durante TODO O ANO, é abordar o respeito e tolerância de forma direta e indireta ao meu trabalho, não apenas hoje! O fato de ser um homem gay torna minhas ações mais que necessárias nesse contexto. Cresci sem referenciais LGBTs na escola, sem discussões sobre sexualidade e gênero, e isso fez com que grande parte de minha vida eu me sentisse incapacitado de ocupar certos espaços na sociedade, uma vez que ao meu redor a perspectiva disposta para um gay eram de fracasso, e me senti fracassado até alguns anos atrás.”

Leia a publicação completa:

Encontramos também um vídeo que ele fez falando sobre a satisfação e alegria de fazer algo tão significativo:

dragqueen-professor

dragqueen-professor

Fotos: Friday Manson/Arquivo Pessoal

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

987,714FãsCurtir
1,763,678SeguidoresSeguir
8,639SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem cria escola de lona para alunos carentes em Tocantins e internautas criam vaquinha

Com alguns tecidos, plásticos e madeiras que encontra no lixão, jovem construiu a sua escolinha de reforço. Mas quando chove, ele perde tudo.

Pitbull resgatado de “rinha” não para de sorrir no novo lar

Publicamos no final do ano passado o resgate de 33 pitbulls de uma “rinha” em Itu (SP). O estado dos cães era muito triste. Hoje,...

Menino vende desenhos no portão de casa para ajudar a família e comprar telas

Kayque coloca seus desenhos à venda no portão de casa por R$1,50 para conseguir dinheiro para as telas e para ajudar a família.

Cadeirante que faz entregas em SP sonha ter cadeira motorizada e internautas criam vaquinha

Conheçam o Luciano Oliveira, 44 anos, cadeirante que ficou conhecido por trabalhar como entregador de comida por aplicativo.

Ortobom doa 500 colchões para vítimas de chuva em Raposos (MG)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte foi a mais afetada pelas fortes chuvas que caíram em Minas Gerais nas últimas semanas. Um exemplo é...

Instagram