No Pará, professora adapta vestido de festa junina para aluna deficiente dançar quadrilha. ASSISTA

0
258
professora dança quadrilha com aluna deficiente presa em sua cintura

A professora Nila Arnaud adaptou um vestido de festa junina para garantir que sua aluna com deficiência e mobilidade reduzida pudesse dançar a quadrilha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Utilizando a técnica do sling, Nila prendeu Maria Victória em sua cintura. Esse gesto de inclusão e amor trouxe muita felicidade para a aluna e gratidão por parte da professora, que compartilhou sua experiência nas redes sociais.

Nila costuma utilizar a técnica para garantir a integração de Maria Victória nas atividades diárias da Escola Municipal Elza Borges, em Tucuruí, no Pará.

Desta vez, no entanto, ela teve a oportunidade de mostrar essa linda iniciativa em público durante a apresentação da escola, em que as duas dançaram o carimbó juntas, um ritmo típico do Norte e Nordeste, ao som do tambor.

Inclusão na prática!

A atitude da professora Nila chamou a atenção e emocionou os internautas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Que orgulho, que exemplo! Eu como pedagoga licenciada me sinto honradamente feliz pelo seu ato de amor e como a pedagogia é bem representada por você, com o suporte devido e a valorização de professores conseguimos ir além !”, comentou uma internauta.

Outra pessoa escreveu: “O verdadeiro sentido de inclusão!!! Como mae de crianca com deficiencia ,só queria poder dar um abraço nessa professora e dizer muito obrigada, precisamos de mais profissionais assim, que enxergem de vdd os nossos filhos”.

Veja o vídeo:

@redepedagogica Professora adaptou seu próprio vestido para incluir aluna com deficiência na apresentação 💕 Professora @nilaarnaud 🎥 @tucuruinarede Faça parte da Rede PRO: www.eupro.com.br #educacao ♬ som original – Rede Pedagógica

Que mais professores possam se espelhar na professora Nila e tornar o mundo um lugar mais inclusivo e acolhedor para todas as crianças! 🥰

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos de capa: Reprodução/Instagram @linaarnaud

Quer mais uma história inspiradora? Dá o play!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.