Professora da USP encontra maneira de ensinar anatomia para aluna deficiente visual

Luciane Valéria Sita é professora de Neuroanatomia Humana, na Faculdade de Medicina da USP e costuma dar suas aulas utilizando livros, vídeos, projeções e alguns objetos, já que visualmente é muito mais fácil compreender as partes do corpo humano, do que ficar apenas no campo da teoria. Mas para a aluna Vitória Maria Souza Costa, que cursa terapia ocupacional, as coisas não funcionam desta maneira, já que ela é deficiente visual.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Relacionado: Professora faz canal para ensinar História em LIBRAS

Como mostrar as partes do corpo humano para uma aluna que não pode enxergar? A partir deste desafio, a professora conseguiu adaptar todo o suporta visual tradicional para o tátil, para que Vitória não saísse prejudicada de suas aulas.

Para isso, Luciane foi até a 25 de março, famosa rua onde se encontra praticamente tudo, em São Paulo e comprou diversos materiais para construir as estruturas do sistema nervoso. Usando diferentes tipos de tecido e cola quente, a professora conseguiu vencer o desafio e compreender esta matéria tornou-se possível para Vitória, que já estava ficando preocupada em não alcançar a nota necessária.

A partir da boa vontade e empatia de Luciane, o Instituto de Ciências Biomédicas da USP agora possui um material incrível que poderá ser utilizado por mais alunos deficientes visuais. Graças à Luciane, Vitória pôde realizar sua prova teórica e não se sentir prejudicada!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações de Hypeness

Fotos: divulgação USP

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

987,692FãsCurtir
1,763,401SeguidoresSeguir
8,636SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem cria escola de lona para alunos carentes em Tocantins e internautas criam vaquinha

Com alguns tecidos, plásticos e madeiras que encontra no lixão, jovem construiu a sua escolinha de reforço. Mas quando chove, ele perde tudo.

Pitbull resgatado de “rinha” não para de sorrir no novo lar

Publicamos no final do ano passado o resgate de 33 pitbulls de uma “rinha” em Itu (SP). O estado dos cães era muito triste. Hoje,...

Menino vende desenhos no portão de casa para ajudar a família e comprar telas

Kayque coloca seus desenhos à venda no portão de casa por R$1,50 para conseguir dinheiro para as telas e para ajudar a família.

Cadeirante que faz entregas em SP sonha ter cadeira motorizada e internautas criam vaquinha

Conheçam o Luciano Oliveira, 44 anos, cadeirante que ficou conhecido por trabalhar como entregador de comida por aplicativo.

Ortobom doa 500 colchões para vítimas de chuva em Raposos (MG)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte foi a mais afetada pelas fortes chuvas que caíram em Minas Gerais nas últimas semanas. Um exemplo é...

Instagram