Professora dá aula para aluno tetraplégico na casa dele e leva ‘assistentes’ junto

A professora Marcia Luciana Saraiva Kuhn, de Santa Rosa (RS), ficou sabendo que um aluno, o Daniel Augusto Schneider, 10 anos, precisava de uma maquete para aprender sobre o sistema solar. Dani sofre de atrofia muscular espinhal (AME1) e por conta disso não consegue frequentar as aulas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas isso não foi problema para a Marcia! Ela fez questão de, não só levar a maquete para o Dani, como também de dar um aulão com direito à participação especial de duas aluninhas que se propuseram a apresentar o projeto. O resultado disso? O Dani A-D-O-R-O-U!

O Dani nunca frequentou a escola. Ele descobriu a doença com apenas dois meses de idade. Após passar muitos anos vivendo dentro de um hospital, aos setes anos começou a ter aulas em casa. Por isso, semanalmente, ele tem acompanhamento de uma professora municipal que faz trabalho com Atendimento Educacional Especializado, e foi através dela que a professora Marcia conheceu a história do Dani.

“Ela ministra aulas para ele. Então, ela precisava de uma maquete do sistema solar. Entrou em contato comigo para pedir uma maquete, pois sabia que todo o ano faço com meus alunos do quinto ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor Francisco Xavier Giordani. Combinamos que assim que tivesse uma pronta eu avisaria”, explicou Marcia.

Maaas, a vontade de ajudar da professora era maior: além de oferecer a maquete, ela fez questão de levar à aula até o Dani. “Já que eu leciono este conteúdo, eu me ofereci a dar aula para ele neste dia e todos adoraram a ideia!”, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

professora aula aluno tetraplégico casa
“Ele não pode falar e nem escrever, mas quando lemos historias para ele, vejo com sinais que ele sabe o que é, e o que significa”, disse a mãe do Dani, Enir Teresinha

A professora Marcia teve o cuidado de escolher uma maquete que facilitasse o entendimento do Dani. “Eu tinha cerca de 50 projetos, escolhi o mais apropriado, pois ele estaria deitado”.

[Aos 23 anos, o Julio, que tem autismo severo, precisa ser amarrado em momentos de crise. Também por falta de tratamento ele parou de falar há muitos anos e precisa de um acompanhamento em clínicas e psicoterapeutas. Queremos custear um tratamento pra ele e comprar moveis para a família em Fortaleza (CE) viver um pouco melhor. Contribua aqui.]

Ela também decidiu levar duas alunas para explicar o projeto. Elas já estavam preparadas para uma feira que vai acontecer na escola, então, arrasaram na apresentação. “As alunas desenvolveram a apresentação do conteúdo com muita sensibilidade e foram fortes. Os pais agradeceram, pois elas chegaram em casa encantadas com este momento”, contou Marcia.

professora aula aluno tetraplégico casa
Alunas que Renata Forster e Luiza Copetti acompanharam a professora. O Dani adorou!!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Dani respondia e se expressava pelo olhar. Foi um momento mágico! “Ahhh, e para constar, ficou muito ‘assanhadinho’ com a presença das meninas, pois tem a mesma idade”, brincou a professora.

Marcia relatou emocionada ao Razões que se sentiu realizada e que foi um momento único em sua carreira. “De estar no lugar certo, sendo professora e poder fazer a diferença, sabe? E foi especialmente um momento de muita reflexão, pois quando você o vê, você descobre que não tem problemas, só temos a agradecer.”

professora aula aluno tetraplégico casa professora aula aluno tetraplégico casa professora aula aluno tetraplégico casa

A mãe, a dona Enir Teresinha, também falou com a gente e disse emocionada que ver o filho feliz é tudo para ela. “O Dani gosta muito quando sabe que vai ter aula em casa. Ele fica olhando para a porta o tempo todo esperando a professora! Até conhece o barulho do carro dela! Hoje, eu não vejo diferença, porque para mim o diferente é igual.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Razões e o Educa Mais Brasil te ajudam a conseguir bolsa de estudo para cursos técnicos e profissionalizantes, cursos de idiomas, entre outras, clique aqui.

professora aula aluno tetraplégico casa

Que demais, parabéns à professora Marcia pela iniciativa e as meninas que arrasaram na apresentação!

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

professora aula aluno tetraplégico casa

crédito das fotos: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,496,742SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Cabeleireiro passa todos os domingos cortando o cabelo de desabrigados

Mark Bustos é cabeleireiro em um salão de luxo na cidade de Nova York, mas nem toda a sua clientela tem que ser rica...

Carpinteiro sem filhos paga faculdade de 33 desconhecidos com dinheiro da poupança

Em 2005, um idoso de Iowa (EUA), ao falecer, deixou em seu testamento a doação de todo o valor acumulado de sua poupança para...

Fundo de investimento para ser feliz

O tema felicidade já se tornou um caso de saúde pública. A Organização Mundial de Saúde em seu relatório semestral de 2011/1 publicou o...

França proíbe supermercados de jogar comida no lixo e quer reduzir desperdício pela metade

Segundo dados do Ministério da Ecologia, 20 quilos de comida são jogados no lixo por pessoa a cada ano na França. Já pelas informações...

Perseguido por ser gay, ‘pai da computação’ vai estampar nota de 50 libras na Inglaterra

Matemático, lógico, criptoanalista, cientista da computação... e gay. Alan Turing (1912-1954), considerado hoje o "pai da computação", pioneiro na concepção de inteligência artificial e herói...

Instagram