Professora cadeirante que dá aula de ballet para crianças carentes ganha vaquinha pra reformar sala de aula

Essa é uma linda história de determinação e amor! ❤️

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Rutileia Campos é professora de ballet, sua paixão desde os 6 anos. Ela se tornou cadeirante devido à doença de Parkinson precoce.

Hoje, Rutileia tem uma escolinha de ballet para crianças carentes na garagem de sua casa alugada, em Maragogipe (BA). Mas, recentemente o espaço sofreu uma infiltração e estragou os forros e paredes.

“Hoje depois do início da pandemia tivemos nossa primeira aula presencial…eu chorei, eu dancei eu entendi mais e mais que amo tudo isso. Sou completa gratidão e amor.” Prepara o lencinho 😭❤️:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ruti dá aulas em uma cadeira de rodas doada e velha, além de ser uma cadeira pesada, que ajuda apenas na locomoção. Para dançar, a cadeira cansa e pesa muito. Vamos ajudar? 🙏

professora cadeirante dá aulas crianças carentes
Criamos uma vaquinha para reformar sua sala de aula (colocar forro, divisórias, uma barra com espelho adequado) e comprar uma cadeira de “monobloco”, que é mais leve e facilitará para dar as aulas! 

Os custos com remédios, devido à doença de Parkinson, são bem altos, e ela não tem condições financeiras para reformar a sala e comprar uma nova cadeira de rodas.

Antes da pandemia, os alunos que podiam, pagavam 80 reais mensais, mas hoje, todos alunos que ela atende são de forma gratuita, pois não conseguem pagar.

professora cadeirante dá aulas crianças carentes

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O sonho de ser bailarina vem desde a infância

Ruti nasceu em uma família humilde e sempre teve o sonho de ser bailarina, mas na época era muito caro fazer balé, e a família não teve condições de pagar. 😭

Se formou em pedagogia aos 26 anos e começou a dar aulas, mas sempre manteve aceso o sonho de fazer balé. Foi quando, numa viagem a trabalho, ela se emocionou em uma apresentação de balé e decidiu que buscaria seu maior sonho: ser bailarina.

Ela fez cursos intensivos de balé, e em 2014, abriu uma escolinha com o objetivo de dar aulas para crianças que não podem pagar, assim como ela quando era pequena. Hoje a escolinha atende mais de 100 crianças, com duas aulas por semana. Clique aqui para fazer sua contribuição!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Além de dar aulas, Rutileia confecciona as roupas para os alunos. Geralmente as crianças também chegam sem comer, então ela e a mãe oferecem lanches. Que coração gigante! ❤️

“A doença de Parkinson não me barrou ou me desmotivou na realização dos meus sonhos” – Ruti

Em 2018, ela sentiu dores insuportáveis e perdeu todos os movimentos do lado esquerdo do corpo. Quando soube que tinha a doença, foi um baque para sua família. Mas em nenhum momento Rutileia pensou em desistir. Faça sua contribuição, clicando aqui!

Com tratamento e remédios (cerca de 12 medicações por dia), a paralisia melhorou, mas ela se locomove 100% do tempo com a cadeira de rodas, pois não tem firmeza em sua perna esquerda e cai muito quando tenta usar muleta.

“Faço vídeos dançando na cadeira junto com um amigo saxofonista que também é cadeirante. Mostramos para as pessoas que podemos voar, sim, que podemos realizar nossos sonhos e superar nossos limites!” – Rutileia

Fotos: VOAA

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM







Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,956,757SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Macaco-aranha preso há mais de 20 anos é salvo em fazenda do MT; assista o momento do resgate

Na manhã desta segunda-feira (22), um macaco-aranha da testa branca que estava acorrentado há mais de 20 anos, foi resgatado por oficiais locais. O...

Idosa de 87 anos confecciona máscaras de proteção para distribuir gratuitamente no MA

Sem conseguir encontrar máscaras de proteção, a professora, bióloga e engenheira civil Renatha Costa uniu forças com sua avó, dona Bernarda, 87 anos, para...

Ela viu na reciclagem a chance para mudar de vida: conheça a história da Katinha (SP)

“Hoje, com a reciclagem, consegui comprar a minha casa”. Conheça a história da nossa querida Kátia Regiane, de São Paulo (SP), que há 12...

Novamente, evangélicos montam centro de apoio para ajudar peregrinos que vão à Aparecida

Muitas vezes, tratamos as diferentes religiões como “times de futebol”, em que os “torcedores” não conseguem conviver entre si, dizendo que seu time é...

Pai leva cachorro errado para casa e demora para descobrir

E o cãozinho "errado" achou mesmo que estava na casa dele: livre, leve e solto.

Instagram