Professora coloca bolas de tênis nas cadeiras para facilitar o processo de aprendizagem

Ser professor é muito mais do que uma profissão e talvez seja uma das que exigem mais responsabilidade e amor. Muito mais do que ensinar, eles se preocupam com a formação da personalidade de seus alunos, que daqui um tempo serão os futuros adultos e cidadãos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Nos Estados Unidos, Amy Mapplethorpe, criou cadeiras especiais com bolas de tênis para que seus alunos recebessem mais estímulos do meio ambiente em seus corpos, facilitando assim, o processo de aprendizagem.

Nós já contamos uma história parecida de uma professora em Aracaju que criou roupas especiais para um aluno com paralisia cerebral. Lembra? Estas professoras fazem muito mais do que ensinar, elas estendem seus braços para que seus alunos possam fazer a diferença no mundo.

Amy é fonoaudióloga na Raymond Ellis Elementary School e quando viu esta ideia das cadeiras com bolinhas de tênis na Internet, decidiu levá-la para a escola onde trabalha, já que há crianças diagnosticadas com síndrome de down e outros distúrbios sensoriais: “O assento sensorial é usado em estudantes que enfrentam problemas na hora de processar informações sobre seus sentidos e o mundo ao seu redor”.

A professora afirma que já começou a sentir diferença e que vai manter as cadeiras: “O assento sensorial é usado em estudantes que enfrentam problemas na hora de processar informações sobre seus sentidos e o mundo ao seu redor. Os alunos da primeira série que usaram a cadeira tornaram-se mais pacientes e seguiram instruções”.

Depois que sua ideia foi implantada ela passou a receber diversas mensagens de pais agradecendo sua dedicação e dizendo que vão adotar a ideia em suas casas também: “Estou muito animada que isso tenha sido bem recebido e também para ver os benefícios em estudantes em todo o país, além de professores e pais”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela até decidiu explicar como se faz essa cadeira para que todo mundo possa usar esta ideia simples e eficaz. Vem dar uma olhada:

bolas de tênis cadeiras

“Os materiais utilizados para fabricá-los incluem: uma cadeira, 1/2 bolas de tênis, pano, mod podge, escova/esponja para pintar, cola.

1. Primeiro, pegue uma cadeira e coloque o podge sobre o assento e o encosto e coloque o tecido no topo.

2. Em seguida, coloque mod podge no tecido e aguarde que ele seque, o que leva cerca de 20 a 30 minutos.

3. Em seguida, coloque cola nas meias bolas de tênis para prendê-las ao assento e ao encosto.

4. Quando secarem, coloque o tecido em excesso debaixo do assento e atrás do encosto para dar um olhar estofado.

5. Também pode ser útil colocar mais cola nas bolas de tênis para que elas melhorem. Com isso, a cadeira estará pronta.”

Com informações de Criatives

Fotos: Amy Mapplethorpe

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

987,284FãsCurtir
1,761,063SeguidoresSeguir
8,609SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Fábio Assunção dá a volta por cima um ano depois de virar ‘piada’ no Carnaval

É impressionante o quanto as coisas podem mudar em apenas um ano, né? Olha o caso do ator Fábio Assunção, 48 anos. No Carnaval do...

Fotos de abelhas cansadas dormindo de “bumbum pra cima” dentro de flores viralizam

Uma série de fotos de abelhas tirando um cochilo dentro de flores com o bumbum cheio de pólen está fazendo o maior sucesso na...

No Pará, há mais de 40 anos existe um bloquinho infantil que homenageia os animais da Amazônia

Cada vez mais os blocos carnavalescos estão inovando e usando e abusando da criatividade, mas o que falar deste bloquinho infantil, do interior do...

O primeiro dia de aula do menino desnutrido que foi resgatado há um ano

O primeiro dia de aula é uma data marcante, que estabelece que seu filho(a) está crescendo e ganhando o mundo. Mas, para um menino em...

Comediante arrecada quase R$ 1 milhão para menino que sofreu bullying

O vídeo de um menino com nanismo chorando após ser vítima de bullying na escola gerou uma onda de comoção e solidariedade de milhares...

Instagram