Professora começa a usar lenço para incentivar aluna com um tipo de câncer de pele

O site Rede Sul de Notícias publicou recentemente uma história incrível, que resolvemos publicar na íntegra, vejam:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma professora do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) do Santa Terezinha, em Guarapuava, está dando uma verdadeira aula de respeito e de amor ao próximo. Adriana Araujo aderiu ao uso de um lenço na cabeça para se igualar à aluna Louise Barancelli, de apenas três anos. O objetivo da professora é evitar que a aluna não se sinta confortável ou que sofra algum tipo de bullying dos demais alunos.

Segundo a mãe da pequena, Michelle Castro, ela nasceu com uma doença chamada Nervos Melanocíticos Congênitos em sua cabeça. “É uma mancha na pele, considerado câncer de pele. Louise passou por várias cirurgias delicadas no Hospital das Clínicas, em Curitiba. Já foram nove cirurgias”, contou a mãe.

Veja também: Professores descolados fazem da sala de aula um lugar mais divertido

“A professora Adriana sempre cuida muito bem dos alunos. Ela sempre arruma o cabelo das meninas para irem embora com penteados. E a minha filha adora. Ela é muito vaidosa. Em uma das cirurgias, no último dia 03 de março deste ano, a Louise acabou raspando toda a cabeça, ficando careca. Ela ficou muito triste, porque a professora Adriana nao iria mais arrumar o seu cabelo, mas das amiguinhas sim. A professora sempre foi vaidosa com as alunas”, enfatizou a mãe.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Michelle disse que para amenizar o sentimento de perda da Louise pelos seus cabelos, a família optou pelo uso do lenço. “No primeiro dia em que a Louise foi para a escola, a professora fez uma trança no lenço, do mesmo jeito que ela estava fazendo nas outras crianças. Mas Adriana percebeu que Louise nao ficou feliz. No dia seguinte, quando chego pra buscar minha filha na escola, me deparei com uma cena que nao tem preço: a professora estava usando lenço na cabeça também, pra incentivar a Louise e ela nao se sentir rejeitada. Me emocionei muito”, detalha a mãe.

“Aquela professora merece o respeito de todos. Minha filha é bem conhecida na cidade e bem amada, por conta dos olhos grandes e boca, a pele de pêssego. Por onde ando sou parada e recebo elogios. A professora Adriana me disse que vai usar lenço todos os dias atá a Louise nao precisar mais usar e o cabelo dela começar a crescer. Essa é uma atitude que merece nosso reconhecimento e respeito”, concluiu Michelle.

Leia a matéria na íntegra aqui.

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,230,881SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

[VÍDEOS] Casal gay enfrenta desconfiança e adota irmãos rejeitados por família biológica

Quando o casal Paulo e Tiago arrumou as malas e partiu de São Paulo rumo à Itapipoca, no interior do Ceará, para conhecer o...

Bebê autista se apaixona pela Branca de Neve e a gente se derrete de amor

Jackson, de apenas dois anos, é um bebê autista e muito tímido com estranhos, segundo sua mãe, a fotógrafa americana Amanda Coley. Porém, ele vem comprovar de...

Fortaleza (CE) constrói a maior amarelinha do Brasil, com 400 quadradinhos para pular [VÍDEO]

Um jogo de amarelinha - ou maré, avião, marelinha, sapata, dependendo do estado brasileiro, - geralmente tem 10 quadradinhos para serem pulados (do início...

Dove mostra que meninas podem (e devem) aprender a amar seus cachos

Lembram de quando mostramos o vídeo de uma menina de 10 anos, que tem cabelos cacheados incríveis, e fez um vídeo falando que o...

Filha se emociona ao encontrar diário da mãe já falecida, com cartas dedicadas à ela

A Paula tinha 4 anos quando a mãe dela começou um diário em que dizia o quanto amava a filha e o irmão mais...

Instagram