Professora ganha computador em prêmio e cede equipamento para aluno autista produzir filmes

0
1217
Professora segurando computador ganho em prêmio e professora ensinando aluno autista em atividade na mesa com desenhos

Qual é a maior realização para um professor? Ganhar um prêmio de reconhecimento por um belo projeto pedagógico desenvolvido? É, pode ser! Mas para a professora Anne Almeida vale mais ver um aluno autista desenvolvendo suas habilidades.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Joseanne criou um projeto de resgate sobre a história da cidade de Campina Grande-PB e foi contemplada com o prêmio Educador Nota 10, do Instituto Alpargatas, recebendo um computador que custa cerca de R$ 4 mil.

Apesar de o equipamento ser necessário para o seu trabalho, Anne não ficou com o PC, mas decidiu que iria ceder para o aluno Gabriel Batista. Gabriel tem 17 anos, é autista e tem esquizofrenia, e muito, mas muito talento mesmo para as artes cênicas, cinema, fotografia e desenho e não tem condições de comprar um equipamento como esse.

Professores segurando computador recebido em prêmio
Professora recebeu prêmio do Instituto Alpargatas, mas não ficou com o computador. Foto: Arquivo pessoal

Como Gabriel não tem internet em casa, o PC fica disponível para ele fazer uso na escola. O adolescente já havia produzido uma série de filmes na estética do Cinema Mudo usando um celular e foi isso o que chamou a atenção da professora.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aluno autista com farda da escola fazendo desenho em mesa
Computador vai ficar à disposição de Gabriel para fazer desenhos e editar filmes. Foto: Arquivo pessoal

E esses filmes de Gabriel estavam entre os materiais produzidos no projeto da professora. “Dentre os trabalhos que foram desenvolvidos pelos alunos, ele teve o que mais se destacou. Ele é um aluno artista que desenvolve trabalhos para a arte usando computação. Então eu pensei na ideia do computador para incentivá-lo“, contou a professora.

Professora ensinando aluno autista em atividade na mesa com desenhos
Tia Anne faz acompanhamentos individualmente com Gabriel. Foto: Arquivo pessoal

A tia Anne falou sobre a premiação e o projeto desenvolvido, com destaque para o filme do aluno:

“Parabéns a cada aluno, colega da escola com seus também maravilhosos trabalhos, cada um fazendo com esforço e com carinho o que sai num perfeito trabalho, cada um no modo de cada um, todos lindos. O meu é só mais um no meio bolo”, disse Gabriel.

Aluno autista com farda da escola fazendo desenho em mesa
Gabriel tem múltiplos talentos para a arte. Foto: Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Se você quer conhecer e aprender mais sobre o autismo, preparamos um artigo com muitas informações necessárias nessa descoberta. Clique e se informe!

Gabriel produz filmes, encena imitando atores e atrizes do passado e faz desenhos maravilhosos

O estudante adora reproduzir conteúdos antigos, em que ele aparece atuando recriando cenas antigas. Ele mesmo grava, ele mesmo atua, edita e publica. Ele faz tudo. Dá só uma sacada nesse vídeo de Gabriel imitando uma cena de Dercy Gonçalves:

E o talento do menino não para por aí. Ele também é um ótimo desenhista. Saca só o perfil dele no Instagram. Tem de tudo:

“Minha inspiração vem muito das músicas, eu escuto e fico pensando as coisas, viajando, gosto muito”, disse Gabriel. E sabe como ele faz para apoiar o celular para gravar seus vídeos sozinho? Sem dinheiro para comprar um tripé, olha a adaptação que ele fez com uma madeira e três pregos:

Madeira com pregos

Professora já conseguiu prêmio em dinheiro e doação de celular para o aluno

Não é de hoje que Joseanne tenta impulsionar Gabriel e seu talento. A professora o inscreveu recentemente em um prêmio da Lei Aldir Blanc e ele recebeu R$ 1 mil, que a psicóloga ajudou e orientou no uso do recurso.

No ano passado, a professora também conseguiu com um amigo a doação de um celular de última geração para que ele pudesse produzir e editar os seus vídeos com mais qualidade e, agora, o computador vai ajudá-lo ainda mais neste processo.

“Ele demonstra muita habilidade com desenhos, criação de roteiros, cenários e adora produzir filmes. É uma joia que nós temos e que conquistou a todos“, disse a diretora da Escola Municipal Frei Dagoberto Stucker, professora Marluce Assis.

Diretora de escola com aluno autista apresentando desenho
Diretora também incentiva aluno. Foto: Arquivo pessoal

Os professores geralmente vibram muito com as conquistas dos seus alunos, principalmente com aqueles que têm autismo. É como o professor que comemorou a primeira participação do aluno autista na aula de educação física.

Mas nem tudo são flores na vida de Gabriel. A mãe do rapaz sofre de esquizofrenia e, recentemente, ele perdeu o pai, que era sua grande referência. Essas dificuldades, associadas à pandemia, o afastaram mais da escola e das atividades.

Foto antiga de pai com filho no braço
Gabriel perdeu seu pai, João Batista, recentemente. 😔 Foto: Reprodução: Instagram/@gabriel_batista84

A escola segue colaborando, comprando medicação, alimentos, dando assistência e resgatando esse artista completo. Muita inspiração para Gabriel. 👏🏼👏🏼👏🏼

Professora ganha computador em prêmio e cede equipamento para aluno autista produzir filmes 1

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.