Professora cria projeto para ajudar pessoas que pedem dinheiro no semáforo

A professora Cristina Deziró encontrou uma maneira simples e inteligente para ajudar pessoas que pedem dinheiro no semáforo, em Bauru (SP), cidade onde mora.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A situação dessas pessoas sempre incomodou a professora. Afinal, ela queria ajudar, mas não sabia até que ponto doar dinheiro era a melhor alternativa.

“E eu me sentia num verdadeiro dilema: se dou o dinheiro, pode ser que eu esteja alimentando o tráfico ou algo ilícito; se não dou, parece que não estou ajudando as pessoas. Então me perguntava como poderia ajudar essas pessoas”, revela.

Foi assim que ela teve a ideia de fazer panfletos com informações de entidades e instituições de Bauru que poderiam oferecer auxílio a essas pessoas e tirá-las das ruas.

“Funciona de maneira bem simples. Eu deixo algumas cópias com os endereços e telefones no carro e quando alguma pessoa me aborda no semáforo, eu digo: ‘Não posso te dar dinheiro, mas algum desses lugares pode te ajudar a ter uma vida mais legal, mais digna’. E entrego a folha”, explica.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A iniciativa ganhou o nome de SOSemáforo e qualquer pessoa pode participar. “O “S.O.Semáforo” é bem simples e requer apenas que os motoristas de Bauru tirem cópias dos panfletos, anexem uma bala ou bombom no canto deles e, com amor no coração, entreguem os mesmos para quem pedir ajuda nos semáforos”.

“Porém, esse projeto pode ser melhorado e aperfeiçoado, como por exemplo, divulgação do projeto entre os motoristas da cidade, encaminhamento das crianças e adolescentes que jogam malabares a escolas de circo ou emprego para Menor Aprendiz, encaminhamento para emprego dos adultos pedintes, criação de novas entidades que ajudem essa parcela da população, suporte para as entidades citadas no panfleto etc.”, finaliza.

Para mais informações, escreva para a professora no e-mail: [email protected] ou no grupo no Facebook: SOSemáforo.

Com informações do SOCIAL BAURU

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Soldado ucraniano grava dancinhas no TikTok para acalmar a filha e mostrar que está bem [VIDEO]

Alex Hook é um soldado ucraniano que encontrou uma singela maneira de mostrar à filha que ele está bem, ao mesmo tempo em que...

3 motivos para você começar a diminuir o desperdício de alimentos agora!

Alunos e chefs do curso Gastronomia Sustentável, idealizado pela Electrolux, dão dicas e razões para reaproveitar os alimentos ao máximo.

Professora com leucemia é homenageada por 300 alunos em hospital de Bento Gonçalves (RS)

A professora Ivanete Bernardi foi homenageada pelos alunos do Instituto Cecília, da rede estadual de Bento Gonçalves (RS) na segunda-feira passada, 25. Cerca de 300...

Rapper cria escola de culinária de verão para alunos com transtorno do déficit de atenção

O rapper britânico Loyle Carner, 27 anos, costuma dizer que, quando não está escrevendo rimas ou compondo novas canções, está focado na cozinha. Cozinhar ajuda...

Menino autista encontra seu ursinho de pelúcia graças à mobilização no Twitter

Lucas é um menino autista de 2 anos de idade que tem um ursinho de pelúcia, “Bear”, que é uma espécie de guardião dele....

Instagram

Professora cria projeto para ajudar pessoas que pedem dinheiro no semáforo 3