Professora faz experimento para mostrar a discriminação em escola no Canadá

Desde o começo dos tempos, os seres humanos têm tendência a formar grupos, excluindo assim estranhos, inimigos, e qualquer um que seja diferente. Podemos não exatamente incentivá-las, mas tais atitudes tornam-se arraigadas a partir de uma idade muito precoce.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Este documentário acompanha uma experiência em uma escola primária que mostra o quão rapidamente as crianças podem assimilar a discriminação e todas as suas repercussões. Uma professora do ensino primário em Quebec conduziu um experimento no qual ela afirmou que estudos científicos provam que as crianças menores são geralmente mais criativas e inteligentes, e as mais altas são desajeitadas e preguiçosas. Ela dividiu sua turma com base nessas suposições. No dia seguinte, ela virou o jogo e fez com que se invertessem os papéis.

Algumas crianças de nove anos de idade entenderam que era tudo um jogo, mas para o resto acabou por ser uma experiência muito poderosa.

Não deixem de curtir nossa fanpage para acompanhar essas e outras histórias, cliquem aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Professora faz experimento para mostrar a discriminação em escola no Canadá 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,968,758SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Mercado cria “leve mais, pague mais” para inibir compra excessiva de álcool gel

Um mercado na Dinamarca descobriu um jeito criativo e inusitado para frear a compra excessiva de álcool em gel. Quase como uma promoção 'ao contrário',...

Amigas entregam chaves de suas casas para apoiar jovem que perdeu mãe

"Queremos que você saiba que sempre estaremos aqui, qualquer hora do dia ou da noite. Nossas portas estão sempre abertas para você."

Islândia torna ilegal mulheres receberem menores salários do que homens

Conhecido por ser um dos países com maior qualidade de vida e mais igualdade social do mundo, a Islândia acaba de dar um novo...

Um ano após ninguém aparecer no chá de bebê, jovem mãe faz festinha para filho e reforma casa com vaquinha

A Vanessa Oliveira, de 17 anos, passou por algumas dificuldades com a chegada do filho Arthur. Após uma gravidez inusitada, ela sofreu uma grande...

Gelo em forma de beija-flor surpreende dona de casa e imagem viraliza; confira

Imagine: você acorda após uma noite muito fria, abre a janela de casa e nota que o gelo que se acumulou lá fora ganhou...

Instagram

Professora faz experimento para mostrar a discriminação em escola no Canadá 3