Professora no Amapá estimula estudantes a ganharem prêmios científicos internacionais

Com um sonho de ser professora, que começou aos 6 anos de idade, ao ser cativada pelo jeito de ensinar de uma professora, Elizabete Rodrigues batalhou para se formar em matemática e ser professora do ensino público no norte do país. Elizabete conta sua história de superação e dedicação aos alunos e ao ensino.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo os organizadores do evento TEDxVer-o-Peso:

“Por onde passa, a professora Elizabete Rodrigues marca forte presença. De instrutora rabugenta, virou mestra companheira, que persiste e faz acontecer. O conteúdo das aulas vai além do que trazem as apostilas de física e matemática. Mais do que ciências, ela ensina a sonhar alto, bem alto. E a conquistar os sonhos. No sul do Amapá, da fértil cozinha de sua casa transformada em laboratório escolar, os estudantes realizam experimentações, voam pra longe e trazem prêmios científicos internacionais.”

Dica e Texto da Laura Orioli

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,505,556SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Histórico: Universidade Federal de Goiás forma a primeira doutora surda

Neste ano, mais um passo à frente foi dado em prol da acessibilidade. A Universidade Federal de Goiás formou a primeira doutora surda na...

Prefeitura de SP inclui literatura sobre história e cultura africana nas escolas da rede pública

Em um país onde a maioria da população é negra, é fundamental trabalhar conteúdos sobre a história e a cultura da África nas escolas....

Vovô de 97 anos faz pinturas incríveis usando o Paint

Se você fala mal do programa Paint, é hora de rever os seus conceitos. Hal Lasko que o diga. Chamado de “Grandpa” (Vovô), Hal é um...

Instagram