Professora cria ‘Varal de Lições’ para atender alunos sem acesso à internet no RS

Uma professora gaúcha recorreu à uma ideia simples e eficaz para lidar com a dificuldade de pais e alunos em acessar o conteúdo das suas aulas pela internet.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vera Lúcia Lisboa, professora há quatro décadas, criou um varal onde literalmente estende as lições de casa para seus alunos pegarem e levarem para casa.

Esse foi o jeito que a professora que vive em Vacaria (RS) encontrou para continuar ensinando seus 18 alunos, alguns deles que não possuem acesso à internet em casa ou cuja conexão é muito precária.

professora estende varal de casa com lições para alunos
Foto: Vera Lúcia Lisboa Borges / Arquivo Pessoal 

“Na escola foi criada uma página no Facebook e um blog, em que os alunos pudessem fazer pesquisa e pegar as atividades. Mas percebi que depois de uns dias em que disponibilizei as atividades, nenhum dos meus alunos tinha acessado. Percebi então, que os meus alunos não estavam dentro daquele esquema, que a internet não estava ao alcance deles. Aí, eu pensei: “Bah, e agora?”, questionou Vera.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O desafio era grande: como converter sua pedagogia ao mundo virtual, sendo Vera uma professora tão enraizada no tradicional? Como ensinar seus alunos à distância?

“Muitos dos pais dos meus alunos trabalham em pomares, então eles não têm muito tempo para ficar organizando o material para os filhos. Quando chegam em casa, precisam jantar e dormir para descansar. Não é algo simples para os meus alunos“, desabafa.

Para resolver o problema, Vera, que dá aulas para o segundo ano na Escola Municipal de Ensino Fundamental Dom Henrique Gelain, pensou em algo super simples, mas genial.

Em uma carta publicada no blog da escola, ela disse: “Pensando em sua aprendizagem e no nosso distanciamento devido ao coronavírus, peço que alguém responsável por você, dirija-se até a minha casa, localizada na rua Nova Vacaria, 367, bairro São José, perto da nossa escola. Chegando em minha casa, você responsável, encontrará no portão, um varal, nele estará pendurado um saco de plástico, com identificação, contendo o nome do aluno ou da aluna, você, responsável, pegue e leve para casa“.

professora estende varal de casa com lições para alunos
Foto: Vera Lúcia Lisboa Borges / Arquivo Pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Razões tem seu próprio podcast para espalhar boas notícias, ouça os episódios na sua plataforma favorita clicando aqui.

Ela ligou para cada responsável de cada aluno informando sobre a ideia, obtendo um apoio universal de todos.

“A questão da internet é bem séria, nossos alunos não têm acesso. A nossa escola fica em um bairro da periferia, onde os pais estão lutando para comprar comida e para se virar financeiramente. Então, eu quis pensar em uma maneira de incluir essas crianças, mesmo que de uma forma simples e até rudimentar, sem tecnologia”, revela a professora.

O ‘varal de lições’, acabou se tornando muito mais do que um recurso pedagógico, mas um elo de ligação entre a professora e seus alunos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

professora estende varal de casa com lições para alunos
Foto: Vera Lúcia Lisboa Borges / Arquivo Pessoal

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

“Saímos da escola já faz um mês, então tivemos pouco contato neste ano. Fica difícil trabalhar com os alunos sem ter contato, porque, nessa idade, eles se aproximam, fica muito evidente o carisma e o afeto. Na idade deles, a professora é importante, e dou muita ênfase a isso, de que eles me vejam, sim, como uma pessoa muito importante na vida deles, que deixa marcas. Porque eu entendo que a nossa vida é para deixar marcas na vida dos outros“, afirma Vera.

Ensinar e alfabetizar durante a pandemia é um grande desafio, mas ao estabelecer uma conexão com as crianças, mesmo que à distância, instruí-las passa a ser bem mais fácil do que antes.

“Tenho comprometimento com a questão da alfabetização, que para mim, é coisa séria. É difícil dizer que tu vais alfabetizar as crianças dessa forma, sem a socialização e o contato com eles. Mas estou elaborando atividades para reforçar o que já vimos em sala de aula. Porque me preocupo muito em manter esse vínculo, para que, quando pudermos voltar à sala de aula, nós tenhamos esse contato restabelecido”, defende Vera.

“Fico muito feliz de fazer o outro perceber que ele lê, porque ao ler, a pessoa conhece o mundo”, conclui a professora.

Canal Coronavírus: veja boas notícias, vagas home-office e como ajudar pequenos negócios clicando aqui.

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: Clic RBS

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,786,495SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

As Maravilhas do Mundo de Alice e seus tecidos ecológicos

Vocês lembram de Alice? Alice, a personagem do livro de Lewis Caroll, que persegue o coelho o tempo todo, sem nunca conseguir alcançá-lo. E...

Campanhas desmistificam estereótipos e preconceitos sobre a comunidade muçulmana

O ataque terrorista do grupo radical Estado Islâmico em Paris, na última sexta-feira, que matou mais de 129 pessoas e deixou outras 352 feridas...

Prefeito eleito proíbe a comemoração com fogos de artifício pra não incomodar cães e idosos

Eleito com 83,5% dos votos do eleitorado, o novo prefeito de Guarulhos, na Grande São Paulo, Guti, optou por não usar carros de som nem fogos de artifício na sua campanha para não incomodar idosos, crianças e animais.

Relato de um gesto de gentileza que ocorreu em Brasília

Vamos partilhar essa história que aconteceu com o Ebert Ferreira, abaixo o e-mail dele na íntegra: Olá, meu nome é Ebert Ferreira. Primeiramente, parabéns pelo site...

Instagram