Projeto leva cadeirantes para curtirem o mar em praias de Florianópolis

A ansiedade e alegria tomaram conta da jovem Andreila Salete Franzein, 18 anos, logo que ela chegou na praia de Jurerê Internacional, em Florianópolis.  Ela faz parte do grupo de sete cadeirantes que, com auxílio do projeto “Porta a Porta”, puderam aproveitar a praia, na última sexta-feira (11).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na hora do banho de mar, um auxílio especial: esteiras acessíveis e cadeiras anfíbias facilitaram o tão esperado momento de entrar no mar. Foi a primeira vez que que Andreila teve a oportunidade de frequentar uma das nove praias acessíveis de Florianópolis.

projeto cadeirantes praias florianópolis

“Quando assisti na TV fiquei um pouco com medo, mas aqui, com os salva-vidas, eu me senti muito segura. Eu já tinha vindo sem a cadeira, sabe, mas não é a mesma coisa”, afirma, sorridente.

Leia também: Pais e filhos com deficiência ‘fecham’ Beto Carrero World e comemoram inclusão

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O pequeno Wesley Ribeiro Vieira, 8 anos, também aproveitou o dia de sol. “Eu amo vir na praia, sentir a água do mar, tomar banho e brincar. Em casa eu não tenho muita opção, então fico só no celular. Aqui não. No mar me sinto livre, feliz”, conta.

projeto cadeirantes praias florianópolis

A iniciativa faz parte do programa “Floripa dáx um banho”, realizado pela Secretaria de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Florianópolis, em parceria com a iniciativa privada, Corpo de Bombeiros Militar e Porta a porta. A operação dos equipamentos é feita pelos guarda-vidas, que durante todo o tempo de permanência na água, apoiam e zelam pela segurança do cadeirante. O serviço está disponível de segunda a domingo, a partir das 9h.

Leia também: Gari de Santa Catarina faz desenhos na areia para conquistar sorrisos

“A prefeitura de Florianópolis realizou mais de 40 obras para viabilizar o acesso do estacionamento de cada uma das nove praias acessíveis até o ponto da praia onde estão a esteira e as cadeiras anfíbias. Além dessas, outras praias receberam melhorias nos decks, rebaixamento de meio fio e recomposição de decks com acesso de cimento. Tudo para que os deficientes também possam curtir nossas praias”, finaliza o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Onde aproveitar as praias acessíveis de Floripa

Jurerê Internacional

Ingleses

Ponta das Canas

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Barra da Lagoa, Joaquina

Areias do Campeche

Lagoa do Peri

Armação

Cachoeira do Bom Jesus

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

créditos das fotos: Leonardo Sousa/PMF

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,253,471SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ayurveda e Paricharya – Os ciclos de vida da mulher e suas condutas para a saúde

Por Dra. Ananda Ruguê de Faria Na Índia existe uma citação que diz: “Mulher saudável, mãe saudável, bebê saudável, nação saudável.” A saúde da mulher é...

Cientistas brasileiros identificam espécie de peixe-boi extinta há 40 mil anos

A fauna brasileira é muito rica e mais uma vez conseguimos provas disso! Pesquisadores brasileiros identificaram uma espécie de peixe-boi que está extinta há...

[VÍDEO] Herói! Homem se atira em mar e salva cachorro que se afogava

O funcionário do sistema de travessias de balsas entre São Sebastião e Ilhabela, no litoral de São Paulo, não pensou duas vezes antes de...

Ele carregou amigo cadeirante por 6 horas para conhecer Machu Picchu

O sonho de conhecer a cidade perdida dos Incas, Machu Picchu, reuniu Emiliano Bisson e Philip Stephens, dois viajantes entusiastas que percorreram milhares de quilômetros para...

Estudante canadense dá aula de inglês para moradores de rua no Rio de Janeiro

Enquanto muitos brasileiros passam por moradores de rua como se eles nem estivessem lá, a canadense Melina Cardinal, de 21 anos, senta no chão com eles três...

Instagram