Projeto de compostagem em comunidade carente de Floripa é reconhecido internacionalmente

Tecnologia social de compostagem que surgiu a partir de um problema de infestação de ratos numa comunidade carente, a Revolução dos Baldinhos tornou-se modelo de sustentabilidade reconhecido internacionalmente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O projeto promove o desenvolvimento da agricultura urbana, e teve início para solucionar o problema de acúmulo de resíduos orgânicos no morro Chico Mendes em Florianópolis, em 2009.

Leia também: 

Desde então, a iniciativa ultrapassou barreiras e foi implementada em outros morros da capital catarinense e até em outros estados, como São Paulo, além de ser adotada em imóveis do programa Minha Casa Minha Vida.

No início de 2019, a organização World Future Council (WFC) premiou a Revolução dos Baldinhos como prática agroecológica de excelência. A tecnologia também foi reconhecida em 2018 pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por que o nome Revolução dos “Baldinhos”?

O início do programa surgiu da união de comunidade e dos técnicos da CEPAGRO  (Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo) para solucionar a infestação dos roedores no local. Para evitar o descarte inadequado dos resíduos orgânicos que atrai os ratos, cada família ganhou um “baldinho” para colocar as sobras de comida.

projeto compostagem

Tais resíduos, após recolhidos e transformados em adubo, tornaram-se fonte de renda para os moradores.

O ex-técnico da CEPAGRO e atual vereador em Florianópolis Marcos José Abreu, presente desde o início da iniciativa, destaca a importância do projeto: “Hoje a Revolução dos Baldinhos comercializa parte do composto sólido resultante da compostagem, faz produtos e plantas medicinais, além de oferecer cursos e oficinas, o que também é uma forma de renda para a comunidade”.

Modelo de educação e sensibilização da população sobre a importância da compostagem, impulsionando a agricultura urbana e sustentabilidade, o projeto está em busca de parcerias para aumentar seu raio de atuação. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

[Nota da Redação]

Esse conteúdo faz parte de um canal especial co-criado em parceria com a Electrolux para falarmos sobre gastronomia sustentável, acesse todas as matérias aqui.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: ONU-BR
Fotos: Reprodução/Facebook e Ministério do Meio Ambiente

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,275,963SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileiros criam tecnologia de dessalinização de água que gasta menos energia

Sabemos que 70% do planeta é coberto por oceanos e que apenas 2% da água da Terra é doce. Desses 2%, 1,6% estão nos polos...

Catadores de Alagoas ganham bikes de cargas para evitar crueldade com cavalos

E se, em vez de usar os cavalos e outros animais para carga, os trabalhadores pudessem usar bikes? As bikes começaram a surgir como ideia...

Menina de 10 anos cria kits infantis para vender e salva família da crise

Essa história dá um bom enredo de teatro. Foi o seguinte: a pandemia obrigou os pais de Maria Clara, de 10 anos, que são...

Professora que vive na Inglaterra cria curso de inglês gratuito no Alemão

Nós ficamos tão encantados com projetos assim, que precisamos compartilhar com vocês! Claudia Bellizzi é professora e jornalista e há 5 anos foi radicada...

Série retrata a amizade de uma cadela e uma elefanta

O fotógrafo Barry Bland registrou momentos incríveis entre Bubbles, uma elefanta órfã que foi levada para o Myrtle Beach Safari nos Estados Unidos e...

Instagram

Projeto de compostagem em comunidade carente de Floripa é reconhecido internacionalmente 2